terça-feira, 27/02/2024
Banner animado
InícioAGRONOTÍCIASAgronegócio "Aprosoja repudia depredação em Brasília e rebate fala de Lula por chamar...

 “Aprosoja repudia depredação em Brasília e rebate fala de Lula por chamar agro de ‘fascista”; veja a nota

Banner animado

Divulgação          

                Em nota emitida nesta segunda-feira(09), a Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja-MT)  repudia  as declarações do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que chamou representantes do agro de fascistas e insinuou que eles integravam o grupo de extremistas nos atos de vandalismo ocorridos em Brasília na tarde de domingo (8). A Aprosoja afirmou prezar pelo cumprimento das leis e da Constituição. “Defendemos a liberdade de pensamento e a manifestação pacífica. Mas jamais poderemos concordar com invasão e depredação de qualquer propriedade, seja ela pública ou privada”, diz trecho da nota.

Leia a nota  na íntegra:

A Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja-MT) repudia as invasões e atos de vandalismo ao Congresso Nacional, ao Supremo Tribunal Federal e ao Palácio do Planalto ocorridos neste domingo (8), em Brasília.

Como entidade que preza pelo cumprimento das leis e da Constituição, defendemos a liberdade de pensamento e a manifestação pacífica, mas jamais poderemos concordar com invasão e depredação de qualquer propriedade, seja ela pública ou privada.

O agro brasileiro, há muitos anos, é ator importante no desenvolvimento do Brasil, gerando renda, emprego e divisas para o país, produzindo alimento com segurança, responsabilidade e sustentabilidade. E este agro não é composto somente por grandes empresas, mas sim e, principalmente, por pessoas que vão desde o pequeno sitiante, a agricultura familiar, pequenos, médios e grandes produtores, que dedicam suas vidas, economias, e suas famílias para produzirem alimentos com respeito.

Declarações que atribuam ao setor participação nos ataques são descabidas e não retratam a real importância do agro brasileiro para o país. Somos contra grilagens e invasão da propriedade privada, o desmatamento ilegal e o uso irrestrito de pesticidas em lavouras.

Prezamos pela democracia e somos contra quaisquer atos que gerem prejuízos ao Brasil, e nos opomos a quaisquer conclusões que não representem a verdade.”

ARTIGOS RELACIONADOS
- Anúncio -
Banner animado

MAIS LIDAS

Comentários Recentes