sexta-feira, 01/03/2024
Banner animado
InícioSocialAmor & CiaBrasileiro se vira sem o Whatsapp e mostra que é criativo

Brasileiro se vira sem o Whatsapp e mostra que é criativo

Banner animado

Só Notícia Boa 

Foto: montagem SNB

Foto: montagem SNB

Por Andréa Fassina, da redação do SóNotíciaBoa.

                        Depois que a justiça brasileira decidiu bloquear o WhatsApp por 72 horas, a partir das 2 da tarde desta segunda-feira, a população se virou nos 30 e correu para encontrar formas alternativas rápidas de comunicação.

Muitos migraram para o concorrente direto do WhatsApp, o Telegram, e começaram a compartilhar o link  com os amigos para que começassem a participar também.

Já o Facebook, aproveitou para divulgar seu Messenger, que faz a mesma função, o que facilitou a vida de quem foi pego de surpresa e estava sem comunicação por escrito.

Uma saída inovadora veio da TIM, que aproveitou para capitalizar: a operadora decidiu não cobrar SMS dos clientes enquanto o bloqueio do Whatsapp estiver em vigor.

A Tim anunciou a medida através de um post em sua página do Facebook:

“Como forma de reduzir eventuais impactos pela suspensão do WhatsApp e mantendo nosso compromisso com os clientes, informamos que, a partir de agora até o período em que o aplicativo estiver bloqueado, em função de decisão judicial, o uso de SMS será gratuito para vocês continuarem enviando mensagens”.

A medida da TIM  vale para os seus 67 milhões de clientes pelas 72 horas que o WhatsApp pode ficar fora do ar.

Bloqueio

A Justiça mandou bloquear o serviço de mensagens WhatsApp por até 72 horas, a partir das 14h desta segunda-feira, por decisão de um juiz da comarca de Lagarto, em Sergipe.

Ele determinou que as cinco principais operadoras de telefonia em atividade no Brasil — Tim, Vivo, Claro, Nextel e Oi — interrompessem completamente o serviço de mensagens porque o WhatsApp não abriu o sigilo para uma investigação criminal no Brasil.

A decisão foi o mesmo juiz que bloqueou o Facebook em dezembro de 2015 e ordenou a prisão do responsável pela rede social na América Latina, por motivo semelhante.

O outro lado

Por meio de nota do Sindicato Nacional das Empresas de Telefonia e Serviço Móvel Celular e Pessoal (SindiTelebrasil), as operadoras informaram que receberam a intimação judicial e que vão cumprir a determinação da Justiça.

O WhatsApp afirmou que está “desapontado” e que cooperou “com toda a extensão de sua capacidade com os tribunais brasileiros”.

Com informações do R7. e Estadão e SóNotíciaBoa

ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!
- Anúncio -
Banner animado

MAIS LIDAS

Comentários Recentes