terça-feira, 16/04/2024
Banner animado
InícioAGRONOTÍCIASMeio AmbienteCopel e Sema detalham regras de uso no entorno de reservatório de...

Copel e Sema detalham regras de uso no entorno de reservatório de usina

Banner animado

 Alexandre Alves

Foto: Imagem ilustrativa

Imagem mostra como ficará a usina após a conclusão das obras e enchimento da represa

Imagem mostra como ficará a usina após a conclusão das obras e enchimento da represa

A Companhia Paranaense de Energia (Copel) e a Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) começam, esta semana, a detalhar aos moradores de Itaúba, Nova Canaã do Norte, Colíder e Cláudia – todas na região Norte de Mato Grosso – o Plano Ambiental de Conservação e Uso do Entorno de Reservatório Artificial (Pacuera) da Usina Hidrelétrica de Energia (UHE) Colíder.

Para tal, a Copel, em parceria com a Sema e as prefeituras dos municípios, vai realizar uma série de reuniões públicas para apresentar as diretrizes que deverão regulamentar os usos e a ocupação das terras no entorno do reservatório da usina. Conforme a assessoria, o objetivo principal do plano é manter a qualidade das águas do reservatório e de seus afluentes, com ações de proteção e recuperação do meio ambiente, dos solos e das florestas próximas ao lago da usina.
A companhia ressalta ser fundamental a participação da população, tanto para conhecer as propostas, quanto para opinar e esclarecer dúvidas. As reuniões acontecerão nas câmaras municipais das quatro cidades, sempre às 19h, começando por Itaúba, no dia quatro de dezembro; Cláudia, dia cinco;  Colíder, no dia oito e, em Nova Canaã do Norte, no dia nove.

O empreendimento

A UHE está sendo erguida no rio Teles Pires, entre Colíder e Nova Canaã do Norte. A estrutura começou a ser feita há três anos. A previsão é que fique pronta para começar a gerar energia em 2015, com potência projetada em 300 megawatts (MW). A barragem promoverá a inundação de parcela dos municípios de Colíder, Itaúba e Nova Canaã do Norte, em um total aproximado de 143,5 km². A obra está orçada em aproximadamente R$ 1,2 bilhão.

A Copel já começou os preparativos para o enchimento do reservatório da usina. No mês de maio de 2014, a concessionária contratou a ERG Engenharia, de Minas Gerais, para resgate de fauna na região onde a represa se formará. As intervenções de resgate e monitoramento da fauna em atendimento a essa condicionante ambiental da obra ocorrerá pelo prazo de 24 meses

Desde 2013, um grupo chinês já está construindo a linha de transmissão, que levará a energia produzida em Colíder até ao sistema nacional de distribuição de energia. O linhão vai operar em 500 mil volts. Vários trechos na região Norte de Mato Grosso já estão com torres levantadas.

ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!
- Anúncio -
Banner animado

MAIS LIDAS

Comentários Recentes