terça-feira, 16/04/2024
Banner animado
InícioNotíciasPolicialCRIMES BÁRBAROS: seis prisões são cumpridas pela PC contra mandantes e executores...

CRIMES BÁRBAROS: seis prisões são cumpridas pela PC contra mandantes e executores de duplo homicídio no Norte de MT

Banner animado
Dois jovens foram sequestrados e torturados em dezembro passao; os corpos foram localizados apenas em janeiro

Assessoria | Polícia Civil-MT

Policiais da Delegacia de Juína cumpriram nesta quinta-feira (29.02) seis mandados de prisão e um de apreensão de adolescente envolvidos no duplo homicídio de dois jovens ocorrido em dezembro do ano passado, no município do noroeste mato-grossense.

Foram cumpridos os mandados contra duas mulheres e quatro homens, sendo que cinco deles já estavam detidos em unidades prisionais do estado por outros crimes. Um dos envolvidos no duplo homicídio, Diemeson David Ribeiro Ota continua foragido.

Rian Lucas Rodrigues dos Santos, 22 anos, e Jocinei Balicki Gonçalves, de 23 anos, foram assassinados em dezembro de 2023. Os corpos das vítimas foram localizados em 12 de janeiro deste ano e estavam enterrados em uma chácara no distrito de Terra Roxa.

Conforme a investigação da Delegacia de Juína, os criminosos criaram um grupo de extermínio na cidade para eliminar membros ou simpatizantes de uma facção criminosa rival. Um dos presos, que está custodiado na Penitenciária Major Eldo Sá Corrêa, em Rondonópolis, e uma mulher que foi presa em Várzea Grande. Por videoconferência, a dupla ordenava à distância os crimes aos outros envolvidos, que eram responsáveis pelo sequestro, interrogatório e execução das vítimas.

Jocinei Rian Lucas desapareceram na madrugada do dia 16 de dezembro após irem a um bar em Juína. Familiares de ambos registraram o desaparecimento informado que os dois rapazes saíram de casa dizendo que iam ao estabelecimento e depois não foram mais vistos. As vítimas foram capturadas em um bar, no bairro Módulo 05, levadas para o distrito de Terra Roxa, na zona rural da cidade, interrogados sob tortura e depois executadas.

Com as prisões, a Polícia Civil conclui as investigações e nos próximos dias encaminhará os inquéritos ao Poder Judiciário para a continuidade da persecução penal. Os presos seguem no sistema prisional, à disposição da Justiça.


Atualizada às 15h37 para inclusão de informação João Paulo de Lima Sanzovo estava foragido e se apresentou nesta tarde de sexta-feira (01.03) na Delegacia de Juína, onde foi cumprido o mandado de prisão

ARTIGOS RELACIONADOS
- Anúncio -
Banner animado

MAIS LIDAS

Comentários Recentes