domingo, 21/04/2024
Banner animado
InícioNotíciasPolíticaDeputado José Riva diz que indicação para presidir CPI é Alexandre Cesar...

Deputado José Riva diz que indicação para presidir CPI é Alexandre Cesar (PT)

Banner animado

Riva não quer presidir CPI e indica Alexandre César para assumir cargo

Jacques Gosch

Gilberto Leite/Rdnews

riva_cpi_alexandre.jpg

rdnews

                                O deputado estadual José Riva (PSD) afirmou, na tarde desta quinta (30), que não pretende presidir a recém-instalada CPI da Cooamat e vai indicar o petista Alexandre César para o cargo. “Vou conversar ainda nesta semana. Quero que a CPI seja presidida por outro deputado para ninguém dizer que estou retaliando o Eraí Maggi”. Diante do convite, o petista afirma que ainda não foi contatado, mas avalia que o assunto deve ser discutido coletivamente com os membros da Comissão. “Até posso presidir, mas deve ser resolvido em conjunto e não somente entre mim e o Riva”.

                       Riva propôs a criação da CPI da Cooamat para investigar supostas fraudes e simulações de negócios através da cooperativa que tem entre os sócios Eraí Maggi, familiares e funcionários do Grupo Bom Futuro. A suspeita é que cerca de R$ 500 milhões em impostos tenham sido sonegados. Os fatos devem ser investigados no prazo de 40 dias, conforme acordo entre os parlamentares. Além de Riva e Alexandre César, Teté Bezerra (PMDB) e Jota Barreto (PR) devem compor a CPI da Cooamat. O quinto integrante também deve ser indicado pelo PR, que tem cinco deputados e forma a maior bancada da Assembleia. “As bancadas têm até dia 4 para confirmar a indicação dos integrantes. Caso isso não aconteça, a Mesa Diretora indica”.

                      Sobre a retirada da assinatura do deputado estadual Ademir Brunetto (PT), que deixou de avalizar a investigação após o arquivamento da chamada CPI da Trimec, Riva disse que o ato não surte nenhum efeito prático. “Brunetto assinou, retirou, assinou novamente e tornou a retirar. A segunda retirada não tem validade porque a CPI já está publicada”. O deputado estadual Dilma Dal Bosco alertou, em visita ao Grupo Rdnews hoje, que a retirada da assinatura de Brunetto pode inviabilizar a CPI. Isso porque a decisão do petista pode obrigar o presidente em exercício Romoaldo Júnior (PMDB) a publicar novo ato administrativo, revogando a instalação já que o número de rubricas reduz das oito necessárias para apenas sete.

               Questionado sobre o arquivamento das CPIs da Trimec e da Nhambiquaras, Riva alegou desconhecer os motivos da retirada de assinaturas. “Eu me propus a assinar. Até assinei a CPI da Trimec em troca do apoio do Brunetto”. A CPI da Trimec, proposta pelo petista, tinha objetivo de investigar a empreiteira que recebeu do Governo milhões em recursos do Fethab, através dos consórcios regionais, para manutenção de estradas vicinais nos municípios, foi inviabilizada após a retirada de quatro assinaturas.

                        A CPI da Nhambiquaras, por sua vez, foi proposta pelo deputado estadual Walter Rabello (PSD), e chegou a contar com 11 assinaturas. Entretanto, cinco deputados acabaram retirando as rubricas para impedir a investigação. O objeto era apurar suspeitas de facilidades em processos licitatórios do governo estadual e superfaturamento em obras executadas pela empreiteira que pertence ao deputado estadual eleito Eduardo Botelho (PSB).

ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!
- Anúncio -
Banner animado

MAIS LIDAS

Comentários Recentes