sexta-feira, 01/03/2024
Banner animado
InícioAGRONOTÍCIASAgronegócioDia Nacional do Cooperativismo de Crédito: alternativa com propósito

Dia Nacional do Cooperativismo de Crédito: alternativa com propósito

Banner animado

*João Spenthof

Passado o Natal e a três dias da Confraternização Universal, 2023 ainda tem uma importante data a ser comemorada. Em 28 de dezembro é celebrado o Dia Nacional do Cooperativismo de Crédito, ramo do cooperativismo que surgiu para auxiliar os associados a prosperarem em suas vidas e seus negócios. Criada pela Lei 12.620/12, a data homenageia esse modelo de instituição financeira que une pessoas com os mesmos objetivos e que a cada ano recebe mais gente, que se identifica com esses propósitos e percebe o impacto positivo na sociedade.

A data é a mesma do aniversário de fundação da 1ª cooperativa de crédito do Brasil, a Sicredi Pioneira RS, em Nova Petrópolis, no Rio Grande do Sul, criada em 1902. A região é considerada o berço do cooperativismo de crédito do País. Ao logo desses 121 anos, as cooperativas de crédito brasileiras trabalharam pela sua estruturação, governança e solidez, tornando-se sistemas robustos que ganham cada vez mais espaço no Sistema Financeiro Nacional (SFN). E tudo isso aliado à atenção e cuidado com seu entorno, com a comunidade.

As cooperativas de crédito são instituições financeiras que disponibilizam os mesmos produtos e serviços oferecidos pelos bancos tradicionais, com alguns importantes diferenciais. O primeiro deles é que o associado é dono da cooperativa, participa das decisões e dos resultados obtidos por ela. As cooperativas não visam lucro e os recursos captados são revertidos em empréstimos na mesma região, promovendo o desenvolvimento local e aquilo que chamamos de círculo virtuoso. E justamente por não terem a finalidade do enriquecimento de apenas um pequeno grupo de sócios acionistas, como acontece com grande parte das instituições bancárias, elas conseguem praticar taxas mais justas, abaixo das aplicadas no mercado financeiro, para todas as pessoas que possuem conta na cooperativa – estes sim – que são seus verdadeiros sócios, ou como são chamados: associados.

Desenvolvem ainda programas e projetos junto aos associados e à comunidade, praticando a sustentabilidade plena e autêntica, tendo uma forte atuação na área social, econômica, ambiental, educacional, cultural e esportiva. As cooperativas estão próximas das pessoas e almejam a construção de uma sociedade mais justa e próspera.

Seu crescimento é notório. Atualmente reúne mais de 18,102 milhões de cooperados no Brasil, sendo 15,222 milhões de pessoas físicas e 2,879 milhões de pessoas jurídicas, conforme o Painel de Dados do Cooperativismo Financeiro (Bureau Coop), da Confederação Brasileira das Cooperativas de Crédito, referentes ao 1° semestre de 2023.

São 785 cooperativas singulares, espalhadas por todas as regiões do Brasil. A rede de atendimento conta com quase 9 mil agências, presentes em todos os estados brasileiros. O Sicredi tem orgulho de fazer parte do sistema cooperativista e, por ser o pioneiro no País, carrega consigo a responsabilidade e o compromisso de fazer o negócio dar certo para todos, e transformar a vida das pessoas! Os números mostram que estamos no caminho certo. Ainda conforme os dados do Bureau Coop, as cooperativas brasileiras somam R$ 603 bilhões em ativos e R$ 89,1 bilhões em patrimônio líquido, estando entre os seis maiores grupos financeiros do País. Os depósitos totais somam R$ 385,4 bilhões e os resultados acumulados deverão superar R$ 16 bilhões em 2023. A carteira de crédito totaliza R$ 349,4 bilhões.

Além desses grandes números temos orgulho impactar a vida das pessoas e a economia. Pesquisas realizadas por instituições como a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), a pedido do Sicredi, comprovam isso. Segundo o estudo, a cada 1 real em crédito cooperativo são gerados 2 reais e quarenta e cinco centavos de valor agregado nas regiões, o que implicou em quase R$ 21 bilhões por ano do cooperativismo de crédito na economia brasileira no período estudado.

A presença das cooperativas de crédito também estimula o empreendedorismo local e promove a inclusão financeira efetiva. Nesse quesito, outra pesquisa comprovou que a presença de uma agência do Sicredi eleva em 25% o acesso a produtos financeiros dos associados em dois anos, em comparação ao comportamento de quem não conta com agência na cidade.

É com os números obtidos até aqui e pela diferença que fazemos na vida das pessoas que comemoramos o Dia Nacional do Cooperativismo de Crédito, certos de que ainda temos muito a avançar para fazer deste país um lugar melhor, mais justo e próspero para se viver.

*João Spenthof é presidente da Central Sicredi Centro Norte e vice-presidente da OCB/MT (Organização das Cooperativas Brasileiras no Estado de Mato Grosso).

ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!
- Anúncio -
Banner animado

MAIS LIDAS

Comentários Recentes