quarta-feira, 17/04/2024
Banner animado
InícioReflexãoEstudo diz que negros têm 2,2 mais chances de serem assassinados que...

Estudo diz que negros têm 2,2 mais chances de serem assassinados que brancos

Banner animado

Taxa de homicídios é de 26,1 para 100 mil brancos; entre negros o número sobe para 57,3

Do R7

Vespasiano é considerada a cidade com maior risco de homicídios em MinasRecord Minas

Ter pele negra aumenta em 2,2 vezes a chance de ser assassinado em Minas Gerais. A estimativa está presente no IVJ 2014 (Índice de Vulnerabilidade Juvenil à Violência e Desigualdade), divulgado nesta segunda-feira (5) pela Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial do Governo Federal.

A relação entre taxas de homicídio mostra esta disparidade. Em MG, a taxa de assassinatos de brancos foi de 26,1 casos para cada 100 mil pessoas. Entre os negros, o índice salta para 57,3 a cada 100 mil. Foram 2.535 homicídios em 2012, o ano considerado pelo estudo.

Os números mostram uma oposição: em 2007, o índice era de 22,4 para brancos e 53,1 para negros.

Considerando a faixa etária, a quantidade de assassinatos cresceu entre os adolescentes e recuou entre os jovens adultos em Minas. Entre 2007 e 2012, a execução de adolescentes entre 12 e 18 anos cresceu 24,7% no Estado. Também houve crescimento de 10% na faixa entre 19 e 24 anos. Já entre pessoas com 25 a 29 anos, o número de assassinatos caiu 5,2%.

Foram analisadas 288 cidades brasileiras com mais de 100 mil habitantes. Entre as mineiras, Varginha e Poços de Caldas, no sul do Estado, tiveram o menor risco de vulnerabilidade, com índices 0,244 e 0,246. O município mineiro com pior colocação foi Vespasiano, com 0,480. Para este resultado são considerados dados relativos a homicídios, mortalidade em acidentes de trânsito, frequência à escola e situação de emprego, pobreza e desigualdade.

O estudo conclui que “os jovens negros acompanham a tendência de melhoria das condições sociais, mas ainda ocupam papel secundário no rol das políticas públicas de prevenção e redução da violência”.

O IVJ 2014 foi feito com base no DataSus 2012 e aponta que a média brasileira é de 2,5 negros assassinados para cada branco. Na Paraíba ocorre a maior desigualdade: negros são vítimas 13,4 vezes mais.

Postada por JL Pindado Verdugo

ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!
- Anúncio -
Banner animado

MAIS LIDAS

Comentários Recentes