domingo, 03/03/2024
Banner animado
InícioCOMUNIDADE EM PAUTAFALTA DE IML EM COLIDER GERA GRANDE SOFRIMENTO A AMILIARES...

FALTA DE IML EM COLIDER GERA GRANDE SOFRIMENTO A AMILIARES NA HORA DE VELAR SEUS ENTES QUERIDOS

Banner animado

   clodoaldo rio móveis nardo    

                        Clodoaldo  e Naldo   – Imagem divulgação

             Como não bastasse o sofrimento pela perda do ente querido, os colidenses precisam conviver com outro tipo de sofrimento, a  burocracia para a liberação do corpo,  a angustia de ter que esperar pela disponibilidade de  atendimento no IML de Sinop, quando da necessidade de para lá enviar o corpo para autópsia(exame cadavérico. Uma verdadeira tortura e desrespeito para com os familiares.

               É de partir o coração a ansiedade, a dor  vivida pela família Aranha a espera da chegada do corpo de Clodoaldo Alves Aranha que para Sinop foi encaminhado ontem as(22) as 16:h e somente começou a ser  atendido hoje(23) depois das 9:h, conforme informou a funerária a Folha de Colider.

               Lamentamos muito, muito mesmo por tanto descaso! Assim tem sido a luta dos colidenses pela falta de um IML em nossa cidade, onde muitas famílias passam pela mesma humilhante e dolorosa situação, não podendo velar como deve os seus mortos.

        A Funerária Cabral nos informou que o corpo de Clodoaldo chegou recentemente na  funerária em Colider, e será velado  na Capela Mortuária das 15 as 17 horas.

                 A MORTE DOS AMIGOS PESCADORES

 Contrariando a vontade de familiares, Clodoaldo Aranha de 38 anos e seu amigo Rinaldo Soares, de 49,  Castelhão(Naldo),  saíram na noite da sexta-feira(20) para pescar no Rio Teles Pires, nas proximidades da Usina Colider,  onde  encontraram com mais amigos. Do acampamento os dois amigos colidenses  saíram para pescar de barco, e não retornaram.

               Na manhã seguinte, sábado, preocupados os amigos saíram  a  procura de Naldo e Clodoaldo e não os encontrando acionaram a Policia Civil de Nova Canaã do Norte que registrou a ocorrência, e o Corpo de Bombeiros, esses que deram início a uma longa e difícil busca.

                Primeiramente foram localizados alguns destroços e o  barco tombado, além de  alguns utensílios dos amigos “pescadores”, como chinelos. E foi muito tarde da noite, por volta da 00:h30 encontrado o corpo de Rinaldo, distante 1quinze quilômetros  da barragem da Usina. Já o corpo de Clodoaldo foi encontrado no dia seguinte, distante uns vinte quilômetros da barragem.

                Depois de ter sido encaminhado para autópsia no IML em Sorriso, o corpo de  Naldo foi enterrado ainda ontem,

Da Redação Folha de  Colider

ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!
- Anúncio -
Banner animado

MAIS LIDAS

Comentários Recentes