domingo, 21/04/2024
Banner animado
InícioCOMUNIDADE EM PAUTAFAMILIARES PROCURAM POR HELOÍSA NAVARRO: Data do Aniversário Renova Esperanças

FAMILIARES PROCURAM POR HELOÍSA NAVARRO: Data do Aniversário Renova Esperanças

Banner animado

No dia 27 de agosto do ano passado, Diego Belieny Navarro vivenciou um dos momentos mais angustiantes de sua vida. Foi nesse dia que ele se despediu de sua filha de 8 anos, Heloísa de Oliveira Navarro, entregando-a à mãe, Monique Rodrigues de Oliveira. No entanto, esse momento se transformou em um pesadelo quando Heloísa desapareceu, e todos os indícios apontaram que Monique estava escondendo a criança em uma área controlada por traficantes em Senador Camará, na Zona Oeste do Rio de Janeiro.

O caso de Heloísa é mais do que um simples conflito familiar. Desde a separação dos pais, a criança foi submetida a práticas que se enquadram na lei de alienação parental, perpetradas por Monique Oliveira. Os conflitos entre os pais e a violência psicológica contra a criança se intensificaram ao ponto de a Justiça determinar a guarda unilateral de Heloísa com o pai.
Inicialmente, Monique tinha o direito de passar os finais de semana alternados com Heloísa. Conforme o acordo judicial, Diego a entregou em um sábado, 27 de agosto de 2022, com a expectativa de que a criança seria devolvida no dia seguinte até às 18 horas. No entanto, Monique não cumpriu o combinado, mantendo Heloísa desaparecida desde então.

Diante dessa situação desesperadora, Diego intensificou seus esforços na busca por sua filha e procurou a avó materna, Maria da Paz Freire de Oliveira, mãe de Monique. Contudo, ela também desapareceu por meses, levantando suspeitas de que ambas estariam escondendo Heloísa na comunidade Camorim, tornando o cenário ainda mais complexo.
Diego não mediu esforços e acionou a polícia civil e o Programa SOS Criança Desaparecida, da Fundação para a Infância e Adolescentes (FIA), que prestou apoio psicossocial. No entanto, Monique permanece foragida, mantendo a filha em cárcere privado.

Inicialmente, o caso foi encaminhado para a Delegacia de Polícia da Taquara, mas as buscas se mostraram infrutíferas. Neste período, a Vara Especializada em Crimes Contra a Criança e Adolescentes do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro determinou a transferência do caso para a 34ª Delegacia de Polícia de Bangu e decretou a prisão preventiva de Monique por Sequestro e Cárcere Privado.

Com o passar dos meses, Maria da Paz, avó de Heloísa, retornou a Senador Camará, na região conhecida como Perereca. A polícia, com o apoio de Diego, intensificou a busca por Monique, mas a região é controlada por grupos armados de narcotraficantes, tornando a operação extremamente desafiadora.
Após um ano e dois meses de busca incansável, Diego enfrenta o preconceito de ver o caso sendo tratado como um mero conflito familiar e não como um crime contra uma criança. À medida que se aproxima o aniversário de sua filha, ele reforça os apelos e renova sua esperança de reencontrá-la.

Apoio da ComCausa

Após um ano do desaparecimento de Heloísa, o caso chegou à Organização da Sociedade Civil (OSC) ComCausa. Recentemente, a instituição iniciou a interlocução com Diego e está avaliando a busca de maior apoio nos órgãos do poder público para auxiliar Diego e sua família.

A esperança de reunir Heloísa com seu pai persiste, e a luta incansável de Diego continua, destacando a importância de abordar casos de alienação parental com a seriedade e urgência que merecem.

Aniversário de Heloísa

Na véspera do aniversário de Heloísa de Oliveira Navarro, que completará 9 anos no dia 29 de outubro, as esperanças de seu pai, Diego Navarro, em reencontrá-la se renovam. Heloísa foi sequestrada pela mãe, Monique Rodrigues de Oliveira, que está com a prisão decretada.

Familiares e autoridades continuam apelando por qualquer informação que possa ajudar a resolver este angustiante caso. A família disponibilizou números de contato (21) 2286-8337, (21) 9 8596-5296, (21) 9 6467-5972 e (21) 9 6537-5118, e também é possível fornecer informações através do Disque Denúncia no número 21 2253-1177.
A sociedade espera que o caso de Heloísa possa ser resolvido o mais rápido possível, garantindo o bem-estar da criança e o direito de seu pai de tê-la de volta em sua vida

Da Assessoria www.comcausa.org.br

ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!
- Anúncio -
Banner animado

MAIS LIDAS

Comentários Recentes