quarta-feira, 17/04/2024
Banner animado
InícioAGRONOTÍCIASAgronegócioFazenda no norte de MT integra sistemas de produção há mais de...

Fazenda no norte de MT integra sistemas de produção há mais de 20 anos

Banner animado

A fazenda Gamada, em Nova Canaã do Norte, Mato Grosso, há mais de 20 anos integrasistemas de produção. A propriedade conta com uma área produtiva de 1.124 hectares e na parte da pecuária, possui 6.500 animais. Na integração com a floresta, são 100 hectares.

Para o rebanho, fartura de comida o ano inteiro sem contar com o bem-estar aos animais, que têm pastos sombreados na integração com a floresta. Para as lavouras, a reciclagem de nutrientes faz toda diferença na manutenção da fertilidade do solo.

O sistema Integração Lavoura Pecuária Floresta (ILPF) é o tema do MT Sustentável desta semana.

fazenda gamada mt sustentável foto leandro balbino canal rural mato grosso1fazenda gamada mt sustentável foto leandro balbino canal rural mato grosso1

Foto: Leandro Balbino/Canal Rural Mato Grosso

Em parte da área foi plantada a teca, com fins comerciais. Em outra, o eucalipto, é usado como lenha para os secadores dos armazéns da fazenda. E ainda tem o pinho cuiabano. Este último para o sombreamento e bem-estar animal.

As atividades se complementam e encaixam perfeitamente quando o assunto é sustentabilidade.

O proprietário, Mário Wolf, conta que a decisão de adotar a integração de sistemas foi a alternativa encontrada para evitar a degradação do solo. A fazenda dele foi pioneira na região, onde a agricultura não havia chegado ainda.

  • Capital agronegócio brasileiro, Sorriso também é a nº 1 em sustentabilidade

“Observava que a pecuária sozinha não seria sustentável em função da pastagem. Com o tempo, ela vai se degradando. Então, a melhor forma é integrar a agricultura que melhora a pastagem”, explica Wolf.

fazenda gamada mt sustentável foto leandro balbino canal rural mato grosso3fazenda gamada mt sustentável foto leandro balbino canal rural mato grosso3

Foto: Leandro Balbino/Canal Rural Mato Grosso

Pecuária registra ganhos

O projeto de pecuária, tem mais de três décadas e evolui ao longo dos anos. O gado, antes criado de forma extensiva, agora divide espaço com outras atividades produtivas.

Claudiomir Pires, gerente da fazenda e engenheiro agrônomo explica que o benefício para a lavoura é a plantação de capim, que ajuda a extrair fósforo e potássio. “Lá pelo mês de outubro a gente disseca e aí, já está com o fertilizante em cima do solo. Assim, conseguimos fazer uma soja mais barata”, pontua.

  • Diversificação como estratégia para sustentabilidade econômica é destaque em fazenda no médio-norte de MT

Ele ainda comenta que atualmente, o ganho de peso do gado, nas áreas de integração com floresta é de 100 a 150 gramas a mais do que na pecuária convencional.

“É principalmente na sustentabilidade. Tanto do bem estar animal, do ganho que você tem, do incremento que se tem na questão de sequestro de carbono, as árvores… Então é um ganha-ganha total”, finaliza.

 

+Confira outras matérias da série MT Sustentável

+Confira todos os episódios da série MT Sustentável

ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!
- Anúncio -
Banner animado

MAIS LIDAS

Comentários Recentes