sábado, 24/02/2024
Banner animado
InícioNotíciasPolíticaInvasão a igreja católica durante manifestação é criticada no Senado

Invasão a igreja católica durante manifestação é criticada no Senado

Banner animado

Imagemreproduçãovídeo/redessociais

— O Padre Luiz Rassi, de 74 anos, que celebrava a missa no momento em que o grupo invadiu o local e que teve de encerrar a celebração, disse: “uma situação insuportável. Barulho muito grande. Pedimos que abaixassem o som lá fora, saíssem da escadaria. Começaram a dizer que a igreja era dos negros. Suspendi a missa porque não tinha como, não era horário para fazer protesto” — relatou.

O senador lamentou o ato que obrigou que o padre encerrasse a cerimônia. Para o senador, isso foi uma “ação coordenada, criminosa e que precisa ser repudiada, sob pena de retrocesso em nossa democracia”.

Carlos Viana mostrou-se surpreso por não haver nenhuma manifestação de repúdio do Partido dos Trabalhadores ou até mesmo da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil e ressaltou que “não pode deixar que essa invasão à Igreja Católica passe em branco e não seja punida da forma como deveria”.

— Não faz parte da democracia a invasão de templos. Não faz parte da democracia protesto de qualquer natureza em templos, muito menos, ainda, não é direito democrático de qualquer cidadão, com mandato ou não, interromper culto religioso sob qualquer pretexto. Não cabe a mim ditar regras a partido de ninguém, mas convenhamos: o PT deve uma resposta contundente aos mais de 85% dos cristãos brasileiros, especialmente aos católicos, que sempre estiveram tão perto do partido. É o ato indecoroso, e não a sua repercussão, que deve indignar e chocar ­— cobrou.

Fonte: Agência Senado

ARTIGOS RELACIONADOS
- Anúncio -
Banner animado

MAIS LIDAS

Comentários Recentes