terça-feira, 21/05/2024
Banner animado
InícioINUSITADASMãe tem gêmeas concebidas com 30 dias de diferença; Sophie estava grávida...

Mãe tem gêmeas concebidas com 30 dias de diferença; Sophie estava grávida quando descobriu que havia engravidado novamente

Banner animado

Por Renata Giraldi

Imagem de capa para Mãe tem gêmeas concebidas com 30 dias de diferença. Raridade!
Sphie engravidou de uma quando ainda estava grávida da outra. A mãe teve gêmeas concebidas com 1 mês de diferença – Foto: Kennedy News & Media

Uma raridade. Uma mãe teve gêmeas concebidas com um mês de diferença. Ela engravidou de uma quando ainda estava grávida da outra.

De acordo com os médicos, é o que se chama de superfetação, quando uma segunda gravidez ocorre apenas alguns dias ou semanas após a primeira, ainda em curso. A mãe tem 30 anos e as meninas nasceram com 2 minutos de diferença.

“Eu estava esperando gêmeos, mas um era maior que o outro. Eles perceberam que algo não estava certo”, contou a mãe ao descobrir a gravidez incomum.

Surpresos até hoje

Sophie, de 30 anos, e Jonanathan Small, de 34, são de Leominster em Herefordshire, no Reino Unido.

Apesar de suspeitar que ela engravidou em dezembro, após ter dores de cabeça, o casal decidiu continuar tentando em janeiro de 2020 por precaução.

Até hoje eles se surpreendem quando contam a própria história. Ambos sabiam da fertilidade da mulher, que engravidou do primeiro filho Oscar, de 6 anos.

Porém, a gravidez de Darcy e Holly foi fora do comum.

Irmãs gêmeas

De acordo com os estudos científicos, bebês concebidos desta forma podem ou ser considerados formalmente gêmeos. Se nascerem no mesmo dia e horários próximos, sim. Se houver diferença de data, não.

Segundo a mãe, a descoberta dos médicos veio por meio do exame de ultrassonografia.

Em uma varredura de 29 semanas, os médicos disseram não ter conseguido detectar o movimento do gêmeo menor e que precisariam induzir o parto.

O parto foi adiado o máximo o possível. Em agosto de 2020, os médicos perceberam que era superfetação.

A superfetação ocorre quando um óvulo é fertilizado pelo espermatozóide e se implanta no útero pela segunda vez, geralmente algumas semanas após o processo ter ocorrido pela primeira vez.

Uma raridade

É extremamente raro, com apenas alguns casos relatados na literatura médica.

Os médicos identificaram superfetação no Reino Unido, Itália e Canadá.

A superfetação é difícil de diagnosticar, pois a presença de dois fetos no útero geralmente é considerada como gêmeos.

No entanto, um sinal revelador são os dois fetos crescendo em taxas diferentes.

O parto

Darcy nasceu com 32 semanas, pesando pouco mais de 2 kg, e a irmã Holly nasceu dois minutos depois, com 36 semanas, pesando 2,7 kg.

“Eu estava carregando dois bebês que estavam crescendo em estágios diferentes, mas não sabíamos disso”, reagiu a mãe.

Em seguida, Sophie acrescentou: “Os bebês tinham seus próprios sacos e placentas para que pudessem se alimentar quando quisessem”.

Veja outras fotos:

Sophie estava grávida quando descobriu que havia engravidado novamente - Foto:  Kennedy News & Media

Sophie estava grávida quando descobriu que havia engravidado novamente – Foto: Kennedy News & Media

A mãe e as gêmeas concebidas diferença de 30 dias - Foto: Kennedy News & Media

A mãe e as gêmeas concebidas diferença de 30 dias – Foto: Kennedy News & Media

A família de Sophie, que já tinha um filho antes das gêmeas - Foto: Kennedy News & Media

A família de Sophie, que já tinha um filho antes das gêmeas – Foto: Kennedy News & Media

Com informações do Daily Mail

Espalhe Notícia boa!

ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!
- Anúncio -
Banner animado

MAIS LIDAS

Comentários Recentes