terça-feira, 16/04/2024
Banner animado
InícioNotíciasJustiça e VocêMinistro da Justiça promete investigação total e critica uso eleitoral da Lava...

Ministro da Justiça promete investigação total e critica uso eleitoral da Lava Jato

Banner animado

       

                       O Ministro da Justiça promete investigação total e critica uso eleitoral da Lava Jato sábado, 15 de novembro de 2014 13:04 BRST Imprimir [-] Texto [+] (Reuters) – A presidente Dilma Rousseff pediu que as investigações da Lava Jato prossigam com transparência e que todos os responsáveis sejam punidos, disse neste sábado o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, que criticou o uso eleitoral da operação. “Muitas vezes há aqueles que ainda acham que estamos numa disputa eleitoral. Talvez não tenham se apercebido que o resultado das urnas já foi dado…

                            Eu repilo veementemente a tentativa de se politizar essa investigação”, disse o ministro em entrevista coletiva em São Paulo neste sábado. Segundo ele, o governo não aceita insinuações de que se tenha tentado criar obstáculos para a investigação, e que os responsáveis serão punidos, sejam da oposição ou membros do governo, “doa a quem doer”.

                        Cardozo disse que entrou em contato na sexta-feira com a presidente Dilma, que participa da reunião do G20, grupo formado pelas principais economias do mundo, em Brisbane, na Austrália, para deixá-la a par da situação. “A orientação da presidente Dilma Rousseff ao Ministério da Justiça e a nossa à Polícia Federal é muito clara: investigar com absoluta transparência, com absoluta objetividade, tudo o que há de irregular, para que sejam punidas todas as pessoas que praticaram atos ilícitos”, disse. Cardozo acrescentou que a Petrobras continuará normalmente com suas operações e que pretende conversar com a presidente da estatal, Graça Foster, para ter uma clareza sobre a situação dos contratos.

                                   “A Petrobras não pode parar. A Petrobras é uma empresa vital para o país”, afirmou. A Polícia Federal lançou na sexta-feira nova fase da Operação Lava Jato, com a prisão do ex-diretor de Engenharia, Tecnologia e Materiais da Petrobras, Renato Duque, e de executivos de empresas privadas, após uma série de denúncias de corrupção nos últimos meses envolvendo grandes obras da petroleira. [nL2N0T42LD] Cardozo afirmou que foram cumpridos todos os 49 mandados de busca e apreensão expedidos.

                              Além disso, dos nove de condução coercitiva, seis foram cumpridos. Também foram emitidos 25 mandados de prisão, entre preventivas e temporárias, sendo 19 cumpridas. Segundo o ministro, elas continuam valendo e as pessoas que ainda estão soltas são consideradas foragidas. (Por Juliana Schincariol, no Rio de Janeiro; Edição de Alexandre Caverni)

Postada por JL Pindado Verdugo

ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!
- Anúncio -
Banner animado

MAIS LIDAS

Comentários Recentes