sexta-feira, 01/03/2024
Banner animado
InícioNotíciasSaúdeMorre criança indígena que estava internada em Colider com suspeita de H1N1...

Morre criança indígena que estava internada em Colider com suspeita de H1N1

Banner animado

 

Menino de um ano estava internado desde o dia 15 de março em Colíder.

Resultado para o teste de H1N1 ainda não está pronto.

 

Do G1 MT               O menino indígena que estava internado na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital Regional de Colíder, município, com sintomas de H1N1 (gripe A) não resistiu. Da etnia Panará, a criança tinha um ano e um mês e morreu na noite da última quarta-feira (23), depois de ter ficado oito dias internada. A confirmação da morte foi dada pelo Distrito Sanitário Especial de Saúde Indígena.

         De acordo com a assistente social Maria das Graças Vieira, do Dsei de Colíder, o menino tinha feito teste para saber se estava com hantavírus ou com H1N1 (gripe A), porque os sintomas são parecidos.

              O teste de hantavírus deu negativo, mas ainda falta o resultado da gripe A. O G1 tentou falar com a Vigilância Epidemiológica do município para saber quando o resultado deve ser liberado, mas ninguém atendeu as ligações.

               O indígena havia sido transportado de avião para o Hospital Regional de Colíder no dia 15 de março e foi levado direto para a UTI. Após a morte, o corpo da criança foi levado de volta para a aldeia Nãsepotiti, onde mora a família, a aproximadamente 380 km de Colíder, já próximo da divisa de Mato Grosso com o Pará.

              Segundo Maria das Graças, deverá ser dada medicação se mais alguém da aldeia apresentar os sintomas, o que ainda não teria ocorrido.

ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!
- Anúncio -
Banner animado

MAIS LIDAS

Comentários Recentes