quarta-feira, 17/04/2024
Banner animado
InícioNotíciasSaúdeSíndrome do Pânico: cientistas criam app  que ajuda a controlar sintomas 

Síndrome do Pânico: cientistas criam app  que ajuda a controlar sintomas 

Banner animado
Por Monique de Carvalho
Imagem de capa para Síndrome do Pânico: cientistas criam app que ajuda a controlar sintomas
O aplicativo ajuda no controle da síndrome do pânico e outros transtornos emocionais – Foto: Pixabay

Já tem como controlar os sintomas da Síndrome do Pânico! Cientistas dos Estados Unidos criaram um aplicativo para ajudar os pacientes nas horas difíceis. A ferramenta tem uma sequência de pequenos exercícios que podem ser feitos em casa e ajudam a melhorar consideravelmente o quadro do distúrbio.

O tratamento domiciliar de 28 dias, conhecido como intervenção respiratória guiada por capnometria, utiliza um protocolo de autorregulação por aplicativo. Através dele, é possível normalizar a respiração dos pacientes e aumentar a capacidade de lidar com sinais e sintomas de estresse, ansiedade e pânico.

A ferramenta responde em tempo real à frequência respiratória e aos níveis de dióxido de carbono (CO2) através de uma cânula nasal. A notícia boa é que 65% dos pacientes com transtorno de pânico e 72% dos que apresentavam transtorno de estresse pós-traumático responderam bem ao tratamento. Além disso, quase 75% dos participantes aderiram ao protocolo do estudo, com baixos índices de abandono.

“A breve duração do tratamento, as altas taxas de adesão e o benefício clínico sugerem que a intervenção respiratória guiada por capnometria traz um acréscimo importante às opções terapêuticas para o transtorno de pânico e o transtorno de estresse pós-traumático”, escreveram os pesquisadores.

Novidade para os terapeutas

O aplicativo oferece aos pacientes uma opção de tratamento nova e eficaz para o transtorno de pânico e o transtorno de estresse pós-traumático, segundo os pesquisadores.

Um dos médicos envolvidos na pesquisa, o Dr. Michael Telch, disse que o aplicativo é uma novidade na área de prevenção a transtornos de pânico e ansiedade, o que traz boas expectativas para os profissionais da Psicologia e Psiquiatria.

Esses terapeutas conseguirão acompanhar mais de perto a evolução do tratamento nos pacientes, além de levar mais segurança quando essas pessoas mais precisarem.

O tratamento mais estudado para o transtorno de estresse pós-traumático é a psicoterapia focada no trauma, na qual o paciente revisa e revisita o evento traumático, mas essa abordagem tem um alto índice de abandono, segundo o Dr. Michael.

O especialista descreveu a intervenção respiratória guiada pelo aplicativo como um tratamento direto e eficiente.

Usada para veteranos de guerra

A intervenção recebeu aprovação da Food and Drug Administration (FDA) dos EUA para o tratamento do transtorno de pânico e do transtorno de estresse pós-traumático em 2013 e em 2018, respectivamente, e atualmente está disponível através do Department of Veterans Affairs dos EUA para veteranos de guerra com transtorno de estresse pós-traumático.

A abordagem também é coberta por alguns planos de saúde particulares.

“O pressuposto [da intervenção respiratória guiada por capnometria] é que uma pessoa pode adquirir a capacidade de controlar algumas de suas reações fisiológicas deflagradas como resultado de algum trauma”, disse o Dr. Michael.

O aplicativo possui exercícios que ajudam pacientes - Foto: Pixabay

O aplicativo ensina exercícios que ajudam pacientes com Síndrome do Pânico – Foto: Pixabay

Com informações de Medscape

Espalhe Notícia Boa!

ARTIGOS RELACIONADOS
- Anúncio -
Banner animado

MAIS LIDAS

Comentários Recentes