sábado, 02/03/2024
Banner animado
InícioAGRONOTÍCIASAgronegócioSoja segue ritmo de baixa. Ainda assim, há registro de vendas

Soja segue ritmo de baixa. Ainda assim, há registro de vendas

Banner animado
reforma tributária soja dinheiro

Apesar das seguidas quedas dos preços da soja no Brasil, o mercado registra vendas. Ainda assim, os negócios ocorrem apenas quando os produtores precisam “fazer caixa” e abrir espaço em seus armazéns.

As margens seguem apertadas, negativas para alguns agricultores, o que limita a movimentação. Em Chicago, houve queda expressiva nesta terça-feira (25). Por outro lado, a alta do dólar aliviou a pressão negativa sobre os preços.

Preços da soja no Brasil

Soja em Chicago

cotação preço soja queda Chicago

Foto: Reprodução

Os contratos futuros da soja negociados na Bolsa de Mercadorias de Chicago (CBOT) fecharam a terça-feira com preços mais baixos. O clima de maior aversão ao risco no mercado financeiro global e o bom avanço do plantio nos Estados Unidos pressionaram as cotações.

As preocupações com a economia mundial foram renovadas com o resultados trimestrais de importantes empresas, principalmente no setor bancário. O petróleo caiu forte e o dólar sobe frente a outras moedas, condições que pressionam as commodities agrícolas.

Apesar dos boletins apontarem temperaturas baixas e chuvas nos próximos dias nos Estados Unidos, o plantio tem evoluído bem nas regiões produtoras americanas.

Segundo o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) , até 23 de abril, a área plantada estava apontada em 9%. Na semana passada, eram 4%. Em igual período do ano passado, a semeadura era de 3%. A média é de 4%.

Contratos futuros

Os contratos da soja em grão com entrega em julho fecharam com baixa de 18,50 centavos ou 1,28% a US$ 14,17 1/2 por bushel. A posição novembro teve cotação de US$ 12,66 por bushel, com perda de 10,75 centavos de dólar ou 0,84%.

Nos subprodutos, a posição julho do farelo fechou com baixa de US$ 2,40 ou 0,54% a US$ 435,00 por tonelada. No óleo, os contratos com vencimento em julho fecharam a 52,14 centavos de dólar, com perda de 0,62 centavo ou 1,17%.

Câmbio

O dólar comercial encerrou a sessão com alta de 0,47%, sendo negociado a R$ 5,0640 para venda e a R$ 5,0620 para compra. Durante o dia, a moeda norte-americana oscilou entre a mínima de R$ 5,0300 e a máxima de R$ 5,0840.

ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!
- Anúncio -
Banner animado

MAIS LIDAS

Comentários Recentes