sexta-feira, 01/03/2024
Banner animado
InícioAGRONOTÍCIASMeio AmbienteTerremoto no Japão: sobe para 48 o número de mortos

Terremoto no Japão: sobe para 48 o número de mortos

Banner animado

Segundo governo japonês, equipes de resgate ainda trabalham para alcançar regiões isoladas 

Tamires Ferreira 

Terremoto Japão
Imagem: reprodução/STR / JIJI PRESS/AFP

Subiu para 48 o número de mortes após uma série de terremotos ocorridos no Japão na segunda-feira (1°). Segundo informação do G1, divulgadas primeiro pela TV pública NHK, equipes de resgate continuam em busca de feridos, mas há dificuldades para acessar regiões mais isoladas onde estradas foram destruídas. 

O que você precisa saber: 

  • Uma série de terremotos atingiu o Japão na segunda-feira (1°), com o mais forte alcançando magnitude 7,6 na cidade de Anamizu, na região de Ishikawa; 
  • Ao todo, cerca de 180 tremores foram registrados na região nas últimas 24 horas, segundo a NHK; 
  • O país precisou emitir um alerta para risco de “grande tsunami” na costa oeste do território, o que levantou receio sobre um desfecho semelhante ao da tragédia que atingiu a usina de Fukushima, em 2011 (os alertas foram suspensos nesta terça-feira, 2);   
  • Em algumas regiões, como Wajima, ao menos 30 prédios colapsaram. Também há muitas casas e estradas destruídas; 
  • A região da Península de Noto concentra a maior parte dos estragos e mortes provocadas pelo fenômeno; 
  • De acordo com o governo japonês, cerca de 1 mil militares estão trabalhando no socorro às vítimas. 

A busca e resgate das pessoas afetadas pelo terremoto é uma batalha contra o tempo. Fumio Kishida, primeiro-ministro do Japão, durante reunião de emergência nesta terça-feira (2).

Logo após o terremoto, mais de 900 chamadas de emergência foram registradas. O governo afirmou que ainda há 120 casos de pessoas que continuam aguardando para serem resgatadas. 

A TV japonesa também chegou a alertar, em vários idiomas — incluindo português —, sobre riscos após os tremores. Os comunicados pediam para os moradores brasileiros buscarem abrigo “no lugar mais alto possível”. Mais de 250 mil brasileiros moram no Japão, sendo ele o terceiro país com maior presença de residentes do Brasil no exterior. 

Vale pontuar que, embora o alerta de tsunami tenha sido suspenso, ondas de 1,20 metro atingiram a cidade de Wajima, mas não causou estragos. Outras cidades também registraram ondas menores.  

Por que o Japão tem tantos terremotos? 

Segundo pesquisadores, um vulcão submerso pode ser o responsável por uma série de terremotos registrados nos últimos 40 anos nas proximidades da costa do Japão. 

Conforme novos estudos, a movimentação da placa tectônica do Pacífico, juntamente com a localização do vulcão, está causando os tremores. Entenda mais aqui

OlharDigital

ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!
- Anúncio -
Banner animado

MAIS LIDAS

Comentários Recentes