quarta-feira, 21/02/2024
Banner animado
InícioNotíciasPolíticaApós multa por apagão, presidente da Enel no Brasil deixa cargo 

Após multa por apagão, presidente da Enel no Brasil deixa cargo 

Banner animado

Segundo empresa, Nicola Cotugno decidiu se aposentar em outubro; prazo para encerrar atividades acabou em 22 de novembro

Tamires Ferreira Olhardigital

O presidente da Enel no Brasil, Nicola Cotugno, deixou o cargo na quinta-feira (23) após atuar por 32 anos na empresa, cinco como o chefão da companhia. De acordo com comunicado do grupo, divulgado pelo G1, o CEO, que decidiu se aposentar, será substituído por Antonio Scala, há 18 anos na ‘casa’. 

O que você precisa saber

A saída de Cotugno foi definida em reuniões de Conselho das distribuidoras e da Enel Brasil em outubro. Para apoiar o processo de substituição e as recentes contingências, o executivo prorrogou a sua saída para 22 de novembro. Até que sejam concluídos os trâmites administrativos necessários para nomeação de Antonio Scala, o presidente do Conselho de Administração, Guilherme Gomes Lencastre, assumirá a posição de forma interina. Nota da Enel. 

Apagão em São Paulo 

No dia 3 de novembro, um forte temporal ocasionou uma queda de energia em diversos bairros de São Paulo, que ficaram sem eletricidade por mais de 48 horas. Após reclamações, com o tema viralizando na internet, e verificação da situação, o Procon de São Paulo anunciou a aplicação de uma multa de R$ 12,7 milhões à concessionária de energia. O anúncio foi feito no último sábado (18). 

Além da penalidade, a Enel se tornou alvo de duas CPIs, uma na Assembleia Legislativa, e uma na Câmara Municipal. Cotugno chegou a depor na CPI da Alesp. 

ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!
- Anúncio -
Banner animado

MAIS LIDAS

Comentários Recentes