quarta-feira, 17/04/2024
Banner animado
InícioAGRONOTÍCIASAgronegócioCenário no curto prazo para carnes é preocupante, diz setor

Cenário no curto prazo para carnes é preocupante, diz setor

Banner animado
suínos, aves, bovino, carne - exportações de carnes, custos

O cenário atual e futuro do setor de carnes foi discutido durante o AgroForum 2023, um evento promovido pelo BTG Pactual.

O CEO da FriGol, Eduardo Miron, trouxe uma análise sobre a situação do setor, destacando que no curto prazo existem preocupações significativas.

Segundo Miron, as principais empresas do setor enfrentam desafios no presente que vão contra o seu desenvolvimento.

Ele apontou fatores como as flutuações cambiais, riscos fiscais cada vez mais evidentes, a alta dependência da importação chinesa e um mercado interno que não está crescendo como esperado.

Essa conjuntura, aliada às taxas de juros elevadas, cria uma perspectiva negativa para o setor no curto prazo.

Contudo, ele acredita que, a longo prazo, o Brasil está bem posicionado estruturalmente e tem potencial para obter sucesso.

Ricardo Faria, Presidente do Conselho da Granja Faria, acrescentou à discussão enfatizando o caso dos ovos, que se diferencia das proteínas mais tradicionais.

Ele mencionou que o aumento do interesse internacional pelos ovos foi impulsionado pelo surto de gripe aviária global. “Isso abriu oportunidades de negócios, resultando em um aumento significativo nas exportações de ovos, aliviando a pressão no mercado interno”, disse.

Faria também destacou a “fortaleza sanitária” do Brasil como um ponto de destaque no mercado.

Ele ressaltou que, diferentemente de outros países produtores de proteína aviária em grande escala, o Brasil manteve uma eficaz proteção sanitária, o que lhe permite fornecer proteína animal com qualidade e segurança.

Gilberto Tomazoni, CEO da JBS, abordou a resposta do mercado à pandemia, mencionando os estímulos governamentais e as mudanças na inflação e poder de compra.

Ele expressou otimismo em relação ao setor de proteína, ressaltando que a demanda continuará a crescer, especialmente na Ásia.

Tomazoni enfatizou a importância de entender as diferentes dinâmicas de proteína animal na China, explicando que eles já produzem uma quantidade considerável de frango e suínos, mas ainda têm espaço para importações em alguns segmentos, como carne bovina.

Ele previu que, mesmo enfrentando desafios a curto prazo, a demanda chinesa por carne bovina continuará a crescer, dada a dificuldade do país em produzir essa proteína.

Apesar das preocupações de curto prazo, o setor de proteína animal tem potencial de sucesso a longo prazo, especialmente com a demanda crescente da Ásia e a posição favorável do Brasil e Estados Unidos para atender a essa demanda.

ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!
- Anúncio -
Banner animado

MAIS LIDAS

Comentários Recentes