domingo, 21/04/2024
Banner animado
InícioNotíciasPolicialEm MT Juiz é afastado por trabalhar embriagado

Em MT Juiz é afastado por trabalhar embriagado

Banner animado

O juiz substituto Ariel Rocha Soares, responsável pelas comarcas de Tabaporã e Porto dos Gaúchos, no interior de Mato Grosso, foi afastado do cargo por dois anos pelo Tribunal de Justiça do Estado. Ele é acusado de trabalhar embriagado. Testemunhas ouvidas em sindicância aberta em outubro de 2013 informaram que o comportamento do juiz é instável. Ariel estaria se relacionando com um réu que responde processo por tráfico e que ele mesmo ia julgar no futuro.

                   O magistrado também é acusado de levar, para o Fórum, o cachorro de estimação, chamado Odara. Conforme testemunhas, o animal pula nas pessoas, late e faz necessidades fisiológicas no local. Outra acusação recebida pela Corregedoria é que o juiz fica “fora de si” e faz manobras arriscadas com o carro na chegada e saída das comarcas.

                   Além disso, Ariel faltou ao trabalho três vezes sem pedir autorização à Corregedoria Geral da Justiça. Juízes são obrigados a pedir essa autorização quando precisam se ausentar nem que seja apenas uma vez.

               O juiz Ariel ainda é substituto, ou seja, está em uma espécie de período probatório. Ele tomou posse em junho de 2012, mediante apresentação de exames de sanidade mental, entre outros documentos exigidos. Recebia um salário de R$ 36.800,76 bruto, o que resultava em R$ 24.785,66 líquidos. Ele é um dos 230 juízes de Mato Grosso. A exoneração de Ariel dependerá do resultado do PAD.

                   Em defesa própria, o magistrado alegou que as provas contra ele são frágeis. O processo corre em segredo de justiça. Especial para Terra

ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!
- Anúncio -
Banner animado

MAIS LIDAS

Comentários Recentes