terça-feira, 21/05/2024
Banner animado
InícioNotíciasJustiça e VocêGrupo lança manifesto em apoio a Musk e pede queda de Moraes

Grupo lança manifesto em apoio a Musk e pede queda de Moraes

Banner animado

Iniciativa conta com assinaturas de deputados como Marcel van Hattem e Bibo Nunes

 Fotomontagem: Cidade News Online/Valmir Silva

   Um grupo de parlamentares e lideranças políticas lançou um manifesto, neste domingo (7), em apoio ao empresário Elon Musk, dono da rede social X, e em defesa do impeachment do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF).

– Queremos liberdade de expressão. Queremos o fim do abuso de autoridade. Queremos o impeachment do ministro Alexandre de Moraes – diz o documento.

Musk acusou Moraes de censura e ameaçou descumprir decisões do ministro que determinaram a suspensão de perfis no Brasil.

Em resposta, o magistrado incluiu o bilionário no inquérito das milícias digitais e determinou a abertura de um novo inquérito para investigar o dono do X por obstrução de justiça e incitação ao crime.

O manifesto é online e se chama Censura Não – o Brasil precisa ter voz. Assinam a iniciativa os deputados Adriana Ventura (Novo-SP), Marcel van Hattem (Novo-RS) Any Ortiz (Cidadania-RS), Bibo Nunes (PL-RS), parlamentares estaduais, influenciadores de direita e o jornalista Michael Shellenberger, além de outros.

Shellenberger divulgou, na última quarta-feira (3), o Twitter Files, uma série de emails de funcionários da plataforma de Musk na qual são elencadas diversas situações que indicariam uma postura repressiva por parte do TSE contra perfis críticos ao sistema eleitoral. No conteúdo, são narradas medidas que teriam como objetivo, por exemplo, reduzir o engajamento dessas contas.

– O Brasil está enfrentando um grave abuso de autoridade, pelas mãos do juiz Alexandre de Moraes. No entanto, ontem [sábado (6)], Elon Musk se levantou para lutar contra a censura, e foi recebido com mais ameaças e a possibilidade do X/Twitter ser fechado no Brasil – diz o manifesto, que convida os internautas a assinarem o documento virtual.

Crédito: AE

Fonte:PlenoNews

ARTIGOS RELACIONADOS
- Anúncio -
Banner animado

MAIS LIDAS

Comentários Recentes