domingo, 14/04/2024
Banner animado
InícioNotíciasPolicialMARCADO O JÚRI DOS 3 ACUSADOS DE SEQUESTRO E HOMICÍDIO EM NOVO...

MARCADO O JÚRI DOS 3 ACUSADOS DE SEQUESTRO E HOMICÍDIO EM NOVO MUNDO.

Banner animado
Foto por:  

 Por José Voge / Guarantã News    

                     Foi marcado para o dia 11 de Novembro de 2014, o júri dos acusados de sequestrar, extorquir e matar com requintes de crueldade pai e filho junto com dois funcionários, da fazenda da família. Os acusados Rogério Pessoa Freire e Jiovani da Silva Lima vão ser defendidos, por advogados contratados, enquanto Joab da Silva Pontes será defendido por advogado nomeado pela comarca local.

No dia 8 de abril de 2014 foi feita a audiência de instrução e julgamento com os acusados presente na sala de audiência.

               O Assistente de acusação Dr. Pedro Henrique Gonçalves, fora procurado pela nossa equipe de reportagem onde nos relatou sobre o caso, “O Judiciário vem cuidando do caso com bastante responsabilidade, garantindo aos Réus o direito total ao contraditório e ampla defesa, e supridos todos os prazos legais foi designado o júri popular dos Réus. Nós, esperamos que a justiça seja feita e que os Réus sejam condenados e paguem pelo mal que fizeram a essas famílias.”

            A tragédia em novo mundo trouxe pânico à população local, onde famílias inteiras pensavam em sair da cidade por medo, pois os três rapazes que estão sendo acusados, eram conhecidos na pequena cidade de Novo Mundo. 

            Rogério, Joab e Jiovani foram denunciados pelo Ministério Público pelos crimes  de extorsão mediante seqüestro com resultado morte, ameaça, homicídio e ocultação de cadáver e foram citados na ação ainda em 2012.

             Os crimes ocorreram no dia 17 de agosto de 2012 e chocaram a população na região. Rogério e Jiovani já haviam trabalhado na fazenda de Antônio Alfanaci e com apoio de Joab, ficou decidido que inicialmente iriam sequestrar e extorquir pai e filho.

                  As três vítimas foram levadas, na caminhonete de Alfanaci, até um local que seria utilizado como cativeiro conhecido como linha Trevisan. O outro funcionário Célio tentou fugir mas foi morto com vários tiros ainda na fazenda, as vítimas foram obrigadas a deixar o veículo e seguir a pé, cerca de dois quilômetros, até um bananal à beira de um riacho. As vítimas ficaram de joelho e com as mãos amarradas enquanto os acusados pediam por dinheiro e cartão de crédito, quando então resolveram matá-las com tiros na nuca. A denúncia aponta ainda que Rogério atirou em Wilson; Joab em Antônio e Jiovani em Anderson.

              Após cometerem os assassinatos, os acusados ainda procuraram a mulher de Antônio para cobrar o resgate. Eles teriam enviado uma série de mensagens à viúva de Antônio, exigindo inicialmente R$ 6 milhões, pouco depois o valor foi reduzido a R$ 3 milhões.

              Em juízo, o acusado Jiovani confirmou a história e confessou que juntamente com Joab e Rogério cometeram os crimes

 

ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!
- Anúncio -
Banner animado

MAIS LIDAS

Comentários Recentes