terça-feira, 16/04/2024
Banner animado
InícioAGRONOTÍCIASMeio AmbienteNORTE MT: madeireira é fechada em continuidade a operação de combate ao...

NORTE MT: madeireira é fechada em continuidade a operação de combate ao desmate ilegal

Banner animado
Primeira fase da operação foi deflagrada no dia 11 de fevereiro, resultando na prisão de três pessoas e apreensão de maquinários

Assessoria | Polícia Civil-MT

A | A

Diversas toras de madeira, a sua maioria da espécie Cambará, foram apreendidas na última quinta-feira (22.02), em continuidade aos trabalhos da Operação Erisma II, deflagrada pela Polícia Civil, por meio da Delegacia Especializada do Meio Ambiente (Dema), para apurar a extração ilegal de madeira em uma Área de Preservação Permanente (APP) no município de Nova Maringá (400 km a  médio norte de Cuiabá). 

Uma madeireira alvo da investigação foi embargada, resultando na apreensão de mais de 300 metros cúbicos de madeira e multa de aproximadamente meio milhão de reais. O trabalho de fiscalização contou com apoio das equipes da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), Polícia Militar e do Instituto de Defesa Agropecuária (Indea).

As novas diligências iniciaram após informações de o grupo envolvido na extração ilegal de madeira estaria utilizando outra entrada em uma estrada vicinal para retirar as toras de madeira cortadas, relacionadas a prisão anterior. 

Diante da informação, as equipes foram até a região da Rodovia MT-160 e na estrada vicinal, observaram a entrada na mata com marcas e vestígios recentes de pneus de trator e de caminhão, confirmando as informações obtidas, de que os suspeitos retornaram para região para retirar as madeiras cortadas.  

Ao entrar na mata, os policiais localizaram uma esplanada, onde foram localizadas 15 toras de madeira diversas, em sua maioria da espécie Cambará, porém não foram encontrados no local, maquinários ou pessoas.

Em continuidade às diligências, as equipes realizaram buscas na empresa investigada por receber a madeira ilegal, onde foram apreendidos mais de 300 metros cúbicos de madeira. A madeireira foi embargada recebendo uma multa de aproximadamente R$ 500 mil. 

As toras de madeira foram apreendidas e encaminhadas para o pátio da Prefeitura Municipal de Nova Maringá. As investigações seguem em andamento para identificar outros envolvidos no crime.

ARTIGOS RELACIONADOS
- Anúncio -
Banner animado

MAIS LIDAS

Comentários Recentes