sexta-feira, 01/03/2024
Banner animado
InícioNotíciasJustiça e VocêPolícia Federal prende ex-senador Gim Argello na 28ª fase da Operação Lava...

Polícia Federal prende ex-senador Gim Argello na 28ª fase da Operação Lava Jato

Banner animado

Por Estadão Conteúdo

O ex-senador Gim Argello é alvo de um mandado de prisão preventiva; outras 20 ordens judiciais estão sendo cumpridas

Estadão Conteúdo

PF batizou a 28ª fase da Lava Jato de
Agência Brasil

PF batizou a 28ª fase da Lava Jato de “Vitória de Pirro”, que significa conquista mediante alto custo

 

A Polícia Federal deflagrou nesta terça-feira (12) a Operação Vitória de Pirro, 28ª etapa da Lava Jato. Cem policiais federais estão cumprindo 21 ordens judiciais, sendo 14 mandados de busca e apreensão, 1 mandado de prisão preventiva, 2 mandados de prisão temporária e 4 mandados de condução coercitiva. As medidas estão sendo cumpridas nos municípios de São Paulo, Rio de Janeiro, Taguatinga e Brasília.

O ex-senador Gim Argello é alvo de um mandado de prisão e sua casa de um mandado de buscas.

Ex-senador Gim Argello é alvo de um mandado de prisão e sua casa de um mandado de buscas
Agência Brasil

Ex-senador Gim Argello é alvo de um mandado de prisão e sua casa de um mandado de buscas

 

Vitória de Pirro remete a expressão histórica que representa uma Vitória obtida mediante alto custo, popularmente adotada para Vitórias consideradas inúteis. Em que pese a atuação criminosa dos investigados no sentido de impedir o sucesso da apuração dos fatos na CPI/Senado e CPMI/Congresso Nacional, tal fato se mostrou inútil frente aos resultados das investigações realizadas no âmbito da denominada Operação Lava Jato.

Os fatos investigados nesta fase apuram a prática dos crimes de concussão, corrupção ativa, associação criminosa e lavagem de dinheiro.

Os presos serão encaminhados para a Superintendência da Polícia Federal em Curitiba/PR enquanto aqueles conduzidos para depoimentos serão ouvidos nas respectivas cidades onde forem localizados.

Na última fase, a Operação Carbono 14, na sexta-feira, 1, a Lava Jato prendeu o empresário Ronan Maria Pinto, de Santo André (SP) e o ex-secretário-geral do PT Silvio Pereira. O ex-tesoureiro do partido Delúbio Soares e o jornalista Breno Altman foram conduzidos coercitivamente – quando o investigado é levado para depor e liberado.

ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!
- Anúncio -
Banner animado

MAIS LIDAS

Comentários Recentes