sexta-feira, 01/03/2024
Banner animado
InícioGeralEconomiaREDUÇÃO DE MINISTÉRIO PARA CORTE DE GASTOS: Comissão da Câmara freia votação...

REDUÇÃO DE MINISTÉRIO PARA CORTE DE GASTOS: Comissão da Câmara freia votação de proposta

Banner animado

Proposta em análise na CCJ limita o número de ministérios a 20, mas não fala quais serão cortados, nem quando

FOLHA PRESS

Rodolfo Stuckert/Agência Câmara/VEJA

BRASÍLIA

PEC que determina o corte de ministérios pode ser votado na semana que vem

                 A Comissão de Constituição e Justiça da Câmara decidiu nesta quinta-feira (9) adiar a votação da proposta de Emenda à Constituição que determina o corte de quase metade dos atuais 38 ministérios do governo Dilma Rousseff.
                         A protelação ocorreu por orientação da bancada do PMDB, já como consequência da indicação do presidente da legenda, o vice-presidente Michel Temer, para coordenar a articulação política do governo federal.
                            Trata-se de um aceno, mas não um recuo definitivo. Isso porque, além de o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), ser o autor da proposta, nos bastidores boa parte da bancada de deputados do PMDB recebeu de forma negativa a indicação de Temer.
A avaliação é a de que a medida joga o partido no centro da crise, além de criar constrangimento à linha independente e, às vezes oposicionista, que a bancada tem adotado desde que Cunha chegou à presidência da Câmara.
                         O projeto pode ser votado na semana que vem, mas há peemedebistas defendendo que haja prudência. “Eu prefiro ser o sócio da solução da crise política. O Temer não desceu para ser ministro, mas elevou a articulação política do governo para o status da vice-presidência. É uma prova de fogo para ele e a última tentativa para a Dilma, já que o fracasso dessa medida significaria o fim do governo dela”, afirma o deputado Danilo Forte (PMDB-CE).
                   A proposta em análise na CCJ limita o número de ministérios a 20, mas não fala quais serão cortados, nem quando. Apesar de patrocinar a ideia, o PMDB ocupa hoje 7 dos atuais 38 ministérios, além da vice-presidência, que agora tem as funções de articulação política. A redução do tamanho da Esplanada foi uma bandeira da oposição nas eleições de 2014.

ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!
- Anúncio -
Banner animado

MAIS LIDAS

Comentários Recentes