sábado, 24/02/2024
Banner animado
InícioAGRONOTÍCIASAgronegócioRURAL E AGRÍCOLA: procura por seguros aumenta e traz tranquilidade aos produtores...

RURAL E AGRÍCOLA: procura por seguros aumenta e traz tranquilidade aos produtores rurais

Banner animado

Legenda: Seguro agrícola protege lavouras de intempéries climáticas que afetam a produção – crédito Divulgação Sicredi

Em tempos de mudanças climáticas extremas, o seguro ajuda a atenuar perdas decorrentes desses eventos; também protege contra danos elétricos e quebra de equipamentos na propriedade

Um dos principais setores da economia brasileira, o agronegócio é uma atividade que não depende exclusivamente do produtor rural. Tem o clima como importante aliado ou inimigo, que pode colocar quase tudo a perder. Em um ano sob fortes efeitos do El Niño (fenômeno que provoca o aquecimento das águas do oceano Pacífico e mexe com padrões climáticos do mundo todo), agricultores e criadores devem se prevenir e têm nos seguros rural e agrícola uma forma para atenuar prejuízos decorrentes de intempéries climáticas. O produto é disponibilizado pelo Sicredi, que está ao lado dos associados em todos os momentos da safra, do planejamento à comercialização da produção.

Este ano, o Brasil registra eventos climáticos que estão frescos na memória. Chuva intensa e com recorde histórico na região Sul, estiagem prolongada nas regiões Norte e Centro-Oeste, chuva abaixo da média no Sudeste e Nordeste. Eles afetam diretamente a agricultura e a pecuária e colocam os trabalhadores do campo em estado de alerta.

Em outubro, a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) divulgou o 1° Levantamento da Safra de Grãos do País, que aponta o cultivo de 78,784 milhões de hectares na safra 2023/2024, leve alta (0,3%) em relação à temporada anterior. São esperadas 317,4 milhões de toneladas. Com toda essa área a ser semeada e com a “previsibilidade” das mudanças no clima, a orientação é que o produtor tome os devidos cuidados para reduzir perdas. Contra os efeitos do clima, a indicação é o seguro agrícola, que protege a lavoura do segurado e é destinado à cobertura de prejuízos na atividade decorrentes de fenômenos que comprometem a produtividade da safra.

Além do clima, a atividade agropecuária também está suscetível a imprevistos como quebra de equipamentos e danos elétricos, que afetam diretamente o patrimônio. Para se blindar desses eventos, o seguro rural é a opção, pois protege benfeitorias, mercadorias, além de máquinas e equipamentos. Podem contratar os seguros rural e agrícola produtores de diferentes portes, sejam pequenos, médios ou grandes, conforme suas necessidades.

A consultora de Negócios do Sicredi, Danielle Nunes, afirma que ter seguro agrícola e/ou rural é importante para que os agricultores e criadores diminuam os riscos na atividade, o que permite a continuidade do negócio mesmo diante de adversidades. “No Sicredi disponibilizamos um leque de seguros com coberturas que se adaptam às necessidades dos associados. São eles: seguro produtividade, seguro custeio, seguro floresta, seguro granizo, seguro cafezal, seguro rural simplificado e seguro multirrisco rural”, informa.

Na instituição financeira cooperativa, a contratação de seguros (rural e agrícola) é crescente. Os produtores estão cada vez mais conscientes da necessidade de ter com quem contar diante de uma adversidade e têm nesse produto uma alternativa para enfrentar situações difíceis com mais tranquilidade. Para se ter uma ideia, o saldo da carteira de seguros chegou a R$ 391,8 milhões em setembro deste ano, incremento de 41,4% em relação ao valor registrado ao fim de 2019, quando estava em R$ 277 milhões.

Quando contratar

Danielle orienta que o seguro para proteção da lavoura deve ser contratado antes do plantio. “Contudo, para os produtores que desejam acesso a subvenção federal, quanto antes contratar, maiores serão as chances de ter até 40% do valor do seguro subsidiados pelo governo federal”, diz ela ao informar que nos casos em que o produtor possui uma operação de crédito para o plantio, o recomendado é que a contratação seja feita junto da contratação do crédito.

“Inclusive, nesses casos é possível incluir o valor do custo do seguro (prêmio) junto do crédito, podendo efetuar o pagamento do seguro junto com a colheita, trazendo uma maior comodidade para o produtor”, acrescenta a consultora. Vale lembrar que a contratação do seguro com subvenção não significa a garantia de acesso ao benefício, pois a subvenção será concedida somente caso se confirme a disponibilidade de recursos e o produtor seja elegível a participar do programa.

Com relação ao seguro de máquinas, equipamentos e benfeitorias, a recomendação é que o seguro seja feito na entrega ou conclusão dos bens.

Fabiana / Da Assessoria

Crédito foto/ Divulgação Sicredi

ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!
- Anúncio -
Banner animado

MAIS LIDAS

Comentários Recentes