quarta-feira, 28/02/2024
Banner animado
InícioNotíciasSaúdeSaiba o que é Transtorne de Personalidade Bordeline; humorista Gustavo Tubarão é...

Saiba o que é Transtorne de Personalidade Bordeline; humorista Gustavo Tubarão é diagnosticado com essa doença

Banner animado

DaAssessoria

Psicanalista explica aspectos da doença e formas de tratamento

O humorista e influenciador Gustavo Tubarão revelou nesta semana em suas redes sociais que sofre com o Transtorno de Personalidade Borderline. Inclusive ele conta que, no passado, chegou a se envolver com drogas no auge do transtorno, devido a picos intensos de depressão.

O jovem demonstrou muito medo e desespero ao receber o diagnóstico da doença. Mas o que seria o Transtorno de Personalidade Borderline e de que forma ele se manifesta?

Muito se ouve falar sobre este tipo de neurose. Algumas pessoas até usam, muitas vezes, até sem saber exatamente do que se trata, o termo “Borderline” para classificar pessoas que possuem alterações de humor. Mas seria isso mesmo? Vamos entender melhor que tipo de personalidade é essa e como lidar com pessoas afetadas por ela.

A personalidade Borderline corresponde a um transtorno mental que se manifesta, especialmente, através de demonstrações reais de instabilidade emocional muito acentuada. Muitos ainda confundem essas manifestações com o Transtorno bipolar, mas sãos distúrbios com características distintas. Para evitar confundir, se faz necessário a análise de suas diferenças.

Dentro do comportamento Borderline podemos evidenciar: agressão, automutilação, comportamentos compulsivos, hostilidades, falta de moderação, comportamentos autodestrutivos e fobias severas.

Um misto de sentimentos pode motivar os comportamentos, como por exemplo: culpa, ansiedade, perda de interesse, falta de prazer pelas atividades que desenvolve, solidão e tristeza. O paciente vê sua imagem distorcida e se alimenta de uma paranoia, associada ao narcisismo e a depressão. Neste sentido, como a instabilidade emocional é muito intensa, os Bordeline´s costumam ter problemas em seus relacionamentos pessoais, perdendo laços afetivos, familiares e de amizade.

E quais seriam as causas para este transtorno? Na realidade, não existe uma causa específica para quem desenvolve o Transtorno Borderline, sendo as crises geralmente manifestadas após conflitos emocionais difíceis ao longo da vida, que podem ser experiências como de morte ou separação, ou até mesmo abuso sexual – principalmente na infância e/ou na adolescência.

É muito importante que o diagnóstico do distúrbio seja fechado o quanto antes, para que a condução do tratamento culmine em um resultado satisfatório e não permita a associação de outros transtornos ou queixas maiores. Visto que, o Borderline não pretende causar mal a ninguém e nem a si mesmo, no entanto, o seu desequilíbrio emocional abrupto, cega suas ações e, inconscientemente, criam uma espécie de insanidade temporária.

Portanto, com acompanhamento adequado é possível controlar o transtorno. Em situações normais, o tratamento psicoterápico com psicanalista ou psicólogo, aliado à orientação médica e medicações específicas, consegue-se tratar o Borderline e fazer com que esse indivíduo tenha um maior suporte terapêutico no controle de seu transtorno.

Que fique claro, enfim, que a pessoa diagnosticada com o Transtorno de Borderline precisa estar em constante vigilância de um profissional de saúde mental, sendo acolhida e fazendo a administração correta da medicação proposta para que as crises sejam menos intensas e que ocorram em espaço maior de tempo, possibilitando qualidade de vida e equilíbrio psíquico.

Dra. Andréa Ladislau / Psicanalista

ARTIGOS RELACIONADOS
- Anúncio -
Banner animado

MAIS LIDAS

Comentários Recentes