sábado, 02/03/2024
Banner animado
InícioAGRONOTÍCIASMeio AmbienteVídeos mostram o gigantesco estrago causado pelos garimpos ilegais em Mato Grosso

Vídeos mostram o gigantesco estrago causado pelos garimpos ilegais em Mato Grosso

Banner animado

A TI Sararé ocupa, neste ano de 2023, o segundo lugar no ranking de alertas de garimpo dentre todas as TIs do Brasil, ficando apenas atrás da TI Kayapó, que contabilizou 1.351 alertas, seguida pelas TIs Yanomami e Munduruku.

Vídeos registrados pela Polícia Federal e Exército revelam a proporção dos danos causados por garimpos ilegais na Terra Indígena de Sararé, situada no município de Pontes e Lacerda (444 km de Cuiabá). A operação revela ainda a atuação de garimpeiros que tentam burlar a fiscalização. Somente entre julho e dezembro deste ano foram pelo menos três ações que resultaram na inutilização de 125 equipamentos usados nas atividades ilegais.

A TI Sararé ocupa, neste ano de 2023, o segundo lugar no ranking de alertas de garimpo dentre todas as TIs do Brasil, ficando apenas atrás da TI Kayapó, que contabilizou 1.351 alertas, seguida pelas TIs Yanomami e Munduruku.

Em todas essas TIs houve queda nos alertas de garimpo, com exceção da TI Sararé, onde foi registrado expressivo aumento.

Em 2023 houve expressivo aumento de alertas de garimpo no território. De acordo com a plataforma +Brasil, do Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos (MGI), entre janeiro e setembro a TI Sararé registrou 1.104 alertas, o que corresponde a 4,79 km² de área destruída. No mesmo período de 2022 foram registrados 150 alertas, aumento de 636%.

Nesta sexta-feira (15.12) a Polícia Federal apresentou o resultado da operação Operação Mamon, realizada na TI Sararé. Nessa etapa dos trabalhos de repressão e fiscalização foram inutilizadas 17 pás carregadeiras e 17 motores de dragagem, além de terem sido localizadas diversas estruturas de madeira usadas pelos garimpeiros como bases. Os prejuízos estimados para a organização criminosa com a destruição dos equipamentos são da ordem de R$ 20 milhões.

Entre os meses de setembro e outubro deste ano em outra operação de combate ao garimpo ilegal na Terra Indígena Sararé foram inutilizadas 22 escavadeiras hidráulicas, 23 dragas, três motos e um balsa de mergulho. Essa foi a segunda ação do Ibama na TI Sararé neste ano. Em julho, foram inutilizadas 21 escavadeiras hidráulicas e 25 motores estacionário

A TI Sararé está localizada nos municípios de Conquista D’Oeste, Nova Lacerda e Via Bela da Santíssima Trindade. Ela foi homologada em 1985 e é ocupada tradicionalmente pelo povo Nambikwara.

ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!
- Anúncio -
Banner animado

MAIS LIDAS

Comentários Recentes