quarta-feira, 28/02/2024
Banner animado
InícioAGRONOTÍCIASMeio AmbienteMARCELÂNDIA: Filhote de onça resgatado está em Centro de Triagem

MARCELÂNDIA: Filhote de onça resgatado está em Centro de Triagem

Banner animado

Filhote de onça resgatada em Marcelândia está em Centro de Triagem

Com cerca de 60 dias de vida, a onça-pintada foi resgatada por uma moradora de Marcelândia e apresenta quadro de anemia

Fernanda Nazário | Sema-MT

Sema-MT

                      Um filhote fêmea de onça-pintada, com aproximadamente 60 dias de vida, resgatado na quarta-feira (08.06) está no centro de triagem da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), no Batalhão de Polícia Militar de Proteção Ambiental (BPMPA), em Várzea Grande. O animal foi encontrado  por uma moradora de Marcelândia (712 km ao norte de Cuiabá), em uma área rural da cidade.  A suspeita é de que a mãe do filhote tenha sido morta por caçadores. Este é o segundo resgate realizado pelo órgão ambiental nas mesmas circunstâncias, em cerca de um mês.

                A coordenadora de Fauna e Recursos Pesqueiros da Sema, Danny Moraes, explica que a moradora encontrou a onça há cerca de duas semanas e imediatamente entrou em contato com a unidade regional da Secretaria do município de Sinop para saber as providencias que deveria tomar. A orientação inicial foi para que a moradora continuasse cuidando do animal enquanto o resgate estava sendo preparado.  

                A onça foi trazida sem nenhum ferimento, apresentava apenas fraqueza por estar longe da mãe. O filhote passou por uma checagem médica no hospital veterinário da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). Há suspeita apenas de que ele esteja com anemia. O animal deve ser encaminhado ainda este mês para o Instituto Mata Ciliar, em Jundiaí (SP), que tem uma estrutura adequada para atender felinos de grande porte.

                  Danny acrescenta que o instituto possui uma metodologia de criadouro conservacionista, em que o filhote passará por um processo de reintrodução na natureza. “Percebemos que a onça não possui as características de um animal silvestre. Ela é dócil, está domesticada e precisa desenvolver seu sistema de caça e defesa para viver conforme sua espécie”. Mas a viagem só vai acontecer quando a onça estiver inteiramente habilitada, caso contrário não vai suportar a mudança. “A falta do leite da mãe enfraqueceu a onça, por isso estamos dando leite de cabra para fortalecê-la”.

A Sema já resgatou duas onças entre maio e junho. No primeiro resgate, também era fêmea e filhote, mas era uma onça parda. Ela foi encontrada no município de Juara e trazida para o Batalhão. O animal também vai para o Instituto Mata Ciliar passar pelo processo de reintrodução na natureza. A previsão é de que as duas onças, duas jaguatiricas e dois gatos mouriscos que também estão no Centro de Triagem se mudem para o novo lar na próxima semana.

Balanço

                 De 1º de janeiro a março deste ano, cerca de 300 animais foram acolhidos pelo Centro de Triagem da Sema, dos quais 96 já foram soltos, restando cerca de 160 animais na unidade. Entre eles, estão macacos, várias espécies de aves (arara, falcão, gavião, etc.), serpentes e felinos (jaguatirica). Em 2015, o espaço recebeu 729 animais e destes, 583 foram soltos.

Denúncias

                     Embora neste caso a moradora tenha feito o resgate do filhote, a Sema orienta que quem presenciar atropelamentos ou outras situações como esta, de abandono, tenha cuidado. Alguns animais silvestres oferecem riscos, especialmente quando machucados. Para outras informações ou mesmo em caso de resgate, a Sema orienta ligar para o número 190, da Polícia Militar. Em caso de dúvida, entre em contato com a Coordenadoria de Fauna: (65) 3613-7291 / http://faunaepesca@sema.mt.gov.br.

ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!
- Anúncio -
Banner animado

MAIS LIDAS

Comentários Recentes