sábado, 24/02/2024
Banner animado
InícioComportamentoÁrvore de Natal: conheça a história por trás da tradição

Árvore de Natal: conheça a história por trás da tradição

Banner animado

A tradição da árvore de Natal teve início no século 16, e quem espalhou o hábito pelo mundo foi a Alemanha; saiba mais

Flavia Correia  

Árvore de Natal do Parque Ibirapuera, em 2018. Crédito: Alf Ribeiro – Shutterstock

Quando chega dezembro, muitas famílias ao redor do mundo, em países que comemoram o Natal, fazem uma decoração temática em suas casas. Guirlandas, Papai Noel, presépio, muitas luzes coloridas e, claro, uma bela árvore, natural ou artificial, toda ornamentada e cheia de bugigangas.

De acordo com Carole Cusack, professora de estudos religiosos da Universidade de Sydney, na Austrália, em entrevista à National Geographic, a raiz desta tradição remonta às antigas celebrações pagãs do solstício de inverno, nas quais os pinheiros representavam a vitória da vida e da luz sobre a morte e as trevas.

A história da árvore de Natal é intrinsecamente ligada às regiões com abundantes florestas de pinheiros, especialmente no norte da Europa. Na Letônia, a prática começou em 1510, quando a Irmandade dos Cabeças Negras carregou, decorou e queimou uma árvore, fazendo com que o país, até hoje, reivindique o título de primeiro no mundo a adotar uma árvore como símbolo do Natal – o que é contestado pela Estônia com evidências de um festival semelhante em 1441.

Árvore de Natal no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo do estado de São Paulo, em 2021. Crédito: Governo do Estado de São Paulo/Flickr

Alemanha teria “espalhado” a árvore de Natal pelo mundo

Cusack acredita ser mais provável que a árvore de Natal em sua forma atual tenha nascido na região da Alsácia, que era território alemão, durante o século 16. Registros históricos indicam que uma árvore de Natal foi erguida na catedral de Estrasburgo em 1539 – e que a tradição se popularizou tanto em toda a região que a cidade de Friburgo proibiu o corte de árvores no Natal de 1554.

A possível influência de Martim Lutero, responsável pela reforma protestante, é notável, pois ele é frequentemente associado à primeira decoração iluminada de uma árvore de Natal, usando velas, após um passeio noturno pela floresta.

Segundo a tradição alemã, a decoração de uma árvore de Natal deve incluir 12 ornamentos para garantir a felicidade de um lar:

  • Casa: proteção 
  • Coelho: esperança 
  • Xícara: hospitalidade
  • Pássaro: alegria       
  • Rosa: afeição  
  • Cesta de frutas: generosidade 
  • Peixe: benção de Cristo
  • Pinha: fartura 
  • Papai Noel: bondade  
  • Cesta de flores: bons desejos 
  • Coração: amor verdadeiro 

A tradição alemã migrou para o Reino Unido, onde a rainha Charlotte, casada com o rei George III em meados do século 18, introduziu a primeira árvore de Natal na residência real. No entanto, foi a rainha Victoria e o príncipe Albert – imigrantes alemães – que popularizaram esse costume a nível mundial. 

Nos EUA, o uso de árvores de Natal foi introduzido por imigrantes alemães no fim do século 18. O presidente Calvin Coolidge supervisionou a iluminação da primeira Árvore de Natal Nacional em 1923, e em 1933, a cidade de Nova York acendeu a primeira no Centro Rockefeller, o que se tornou uma atração anual.

A tradicional árvore de Natal do Rockefeller Center, em Nova York, EUA. Crédito: TD Dolci – Shutterstock

Costume foi adaptado na Rússia

Na Rússia, as árvores decoradas são uma tradição de longa data. No entanto, elas iluminam a Praça da Catedral no Kremlin todo mês de dezembro não para celebrar o Natal, mas, na verdade, o Ano Novo (yolka), tradição que surgiu a partir da proibição das árvores de Natal após a Revolução Russa

Árvores iluminadas e decoradas nas ruas de Moscou e em toda a Rússia são dedicadas ao Ano Novo, não ao Natal. Crédito: IcyS – Shutterstock

Na década de 1920, o recém-empossado governo soviético lançou uma campanha contra as religiões – começando pelo que considerava tradições burguesas como o Natal. Com a proibição das árvores de Natal e outros costumes, o regime laico começou a incentivar os cidadãos a trocar as comemorações natalinas pelas de Ano Novo.

Explicações folclóricas

Há ainda várias explicações folclóricas diferentes para o significado da árvore. Alguns acreditam que o item foi inspirado na árvore do paraíso, símbolo do Jardim do Éden apresentado em uma popular peça teatral da Idade Média sobre Adão e Eva. 

ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!
- Anúncio -
Banner animado

MAIS LIDAS

Comentários Recentes