domingo, 03/03/2024
Banner animado
InícioSocialInfra-EstruturaConstrução da maior unidade penal de MT pode ser acompanha via web

Construção da maior unidade penal de MT pode ser acompanha via web

Banner animado

GOVIC SITE

PUBLICIDADE

 

Rodrigo Maciel Meloni | Sejudh-MT 

Sejudh-MT

                              A evolução da obra do Centro de Detenção Provisório (CDP) Jovens e Adultos de Várzea Grande, maior unidade penitenciária em construção em Mato Grosso, poderá ser acompanhada pelo sitehttp://geoobras.tce.mt.gov.br/Cidadao2015, parceria do Governo do Estado com o Tribunal de Contas (TCE). Informações como o andamento da fase de fundação, que está com 2,66% da obra concluída, podem ser verificadas na página eletrônica.

                     De acordo com a Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh), a obra é parte de uma das ações de Política de Humanização no Sistema Penitenciário, voltada ao exercício da Reinserção Social. O monitoramento da obra é uma das medidas do Acordo de Resultados para o ano de 2016. “Uma equipe de engenheiros e de servidores da secretaria adjunta de Administração Penitenciária faz semanalmente o acompanhamento da evolução da obra, realizando relatórios de acompanhamento e registros fotográficos”, explica o gestor da Saap, Fernando Lopes.

                A obra, iniciada em setembro de 2015, terá capacidade para abrigar 1.008 recuperandos, com capacidade de extensão para até 1.500 vagas. O investimento de aproximadamente R$ 21 milhões é fruto de um convênio com o Ministério da Justiça (MJ). A nova unidade ajudará o Estado a diminuir o problema de superlotação do Sistema Penitenciário (Sispen), que hoje demanda cerca de quatro mil novas vagas.

Estrutura 

           Dois prédios contarão com espaço destinado ao setor administrativo, alojamento, serviços e parlatório (espaço em que os recuperandos conversam com visitantes e advogados), Sala de Controle e Revista, Edificação de Apoio aos Internos e Unidade de Saúde. No acesso principal da área de segurança dos raios, situada na frente, localiza-se o Pavilhão de Inclusão e Saúde, com dois pavimentos.

                     Fernando Lopes esclarece que o projeto do interior da unidade é caracterizado por raios interligados por uma galeria central, com acesso exclusivo por meio de gaiolas localizadas em cada um dos raios. Isso vai proporcionar que o controle e a segurança da área dos presos sejam feitos pelo pavimento superior da galeria central e pelas torres de vigia da muralha de segurança.

                  A área externa, assim como a interna, é padronizada pelo Departamento Nacional de Penitenciárias (Depen). Uma muralha, com torres de vigilância em cada extremidade, será auxiliada por guaritas intermediárias para a manutenção da segurança. Assim como outras unidades do Sispen, esta contará com equipamentos de segurança como portais detectores de metais de grande intensidade e sensibilidade, Raio-X de menor e maior porte, detectores manuais e baquetas.

Mais investimentos

                        O Ministério da Justiça fará outros investimentos na área de segurança do Sispen. Serão empregados R$ 826 mil na compra de equipamentos de revista eletrônica – cinco raios-X, 32 portais, 141 detectores manuais e 61 banquetas. O objetivo da ação é propiciar melhorias nas revistas realizadas nas entradas das unidades, inibindo a entrada de drogas, aparelhos telefônicos e armas.


ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!
- Anúncio -
Banner animado

MAIS LIDAS

Comentários Recentes