sábado, 02/03/2024
Banner animado
InícioNotíciasPolíticaCPI das Obras da Copa define datas de depoimentos de Riva e...

CPI das Obras da Copa define datas de depoimentos de Riva e Silval

Banner animado
CPI das Obras da Copa define datas de depoimentos de Riva e Silval

Os depoentes serão ouvidos na condição de testemunhas

MARIANNA MARIMON/Assessoria de Gabinete

CPI das Obras da Copa (Foto: Demóstenes Milhomem ALMT.)

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das Obras da Copa receberá quatro testemunhas para depoimento nas sessões da próxima semana, na terça-feira (28) e quarta-feira (29) de abril. Outros depoimentos importantes também estão com as datas confirmadas, sendo o do ex-deputado estadual José Riva, no dia 5 de maio, e do ex-governador do Estado Silval Barbosa para o dia 2 de junho.

Entre os depoentes estarão o Superintendente Regional da Caixa Econômica Federal em Mato Grosso, Carlos Roberto Pereira, que será ouvido já no dia 28, a partir das 9h, no auditório Milton Figueiredo na Assembleia Legislativa.

Além de Carlos Roberto Pereira, na terça-feira também será colhido o depoimento do auditor do Estado, Marcelo Zavan, que atuou na elaboração do relatório de auditoria da Controladoria Geral do Estado (CGE), nº019/2015.

Na quarta-feira (29), a partir das 14h, haverá o depoimento do gerente filial da Gerência Executiva do Governo, Manoel Tereza Pereira dos Santos e o professor da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) Luiz Miguel de Miranda.

Outros depoimentos importantes também já estão com a data marcada, como o do ex-deputado estadual José Riva, que será ouvido como testemunha no dia 5 de maio, pela sua atuação na troca do modal Bus Rapid Transit (BRT) pelo Veículo Leve sobre Trilhos (VLT).

O ex-governador do Estado, Silval Barbosa também será ouvido na condição de testemunha, e seu depoimento está marcado para o dia 2 de junho. Ambos já foram notificados pela CPI.

Conforme o presidente da CPI, deputado estadual Oscar Bezerra (PSB) é imprescindível ouvir as testemunhas técnicas, e os atores políticos envolvidos nas obras da Copa do Mundo.

Com relação ao Superintendente da Caixa Econômica, um dos questionamentos principais é sobre o pagamento das medições, sendo que as obras não estavam a contento.

“Temos que ouvir as testemunhas técnicas, analisar documentos, contratos, auditorias, para que possamos interrogar agentes políticos como o ex-governador Silval Barbosa, o gestor de todas as obras, pois, assim teremos embasamento para questionar e contrapor qualquer informação prestada à CPI”, concluiu Oscar. 

ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!
- Anúncio -
Banner animado

MAIS LIDAS

Comentários Recentes