terça-feira, 05/03/2024
Banner animado
InícioSECOM MTGoverno de MT investirá R$ 200 milhões no programa Fila Zero na...

Governo de MT investirá R$ 200 milhões no programa Fila Zero na Cirurgia

Banner animado

O Governo de Mato Grosso estima investir aproximadamente R$ 200 milhões no novo programa de cirurgias eletivas, o Fila Zero na Cirurgia. O programa foi lançado na tarde desta quarta-feira (19.04), em evento realizado no Palácio Paiaguás, que contou com a presença de deputados, gestores municipais e representantes de entidades públicas e privadas.

“Ao longo da pandemia, o Governo Federal suspendeu as cirurgias eletivas em razão da falta de medicamentos no país e isso ocasionou o aumento da fila em todo o Brasil. Para enfrentar essa situação no Estado, aportamos mais recursos na Saúde e, por meio desse programa, vamos prosseguir com determinação para resolver esse problema da fila de espera em Mato Grosso. A meta é zerar a fila. Para isso, fizemos uma nova versão do programa antigo e tenho convicção de que, com apoio de todos, vamos ter êxito no objetivo “, disse o governador Mauro Mendes.

O secretário de Estado de Saúde, Juliano Melo, informa que o atual programa foi aprimorado com relação ao programa anterior, o Mais MT Cirurgias. Segundo ele, além de um aporte financeiro maior, o Fila Zero na Cirurgia traz mais facilidade no acesso.

“Deixamos este programa mais atrativo para aumentar a adesão das unidades de saúde e, dessa forma, iremos zerar a fila de média e alta complexidade no estado, beneficiando a população mato-grossense que aguarda por algum procedimento eletivo há anos”, pontua Juliano.

Por meio do incentivo financeiro previsto pelo Fila Zero na Cirurgia, será possível realizar mais de 92 mil procedimentos eletivos e atender às cerca de 60 mil pessoas que aguardam na fila de espera do Sistema de Regulação. 

O programa tem o objetivo de reduzir drasticamente a fila de espera por procedimentos eletivos em Mato Grosso. A meta é realizar 29.160 consultas, 33.686 exames e 29.239 cirurgias. 

O deputado estadual Gilberto Figueiredo, que esteve à frente da Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) durante o desenvolvimento do programa, afirma que a iniciativa foi planejada por profissionais competentes e que a visão era facilitar o acesso e a execução dos serviços. 

“Esta é uma segunda etapa que desenhamos com muito carinho trazendo melhorias que facilitam a execução, remunera melhor e mais rapidamente os prestadores de serviço. Enquanto parlamentar, vou acompanhar de perto a execução do programa e auxiliar no que for necessário”, afirma o deputado. 

O promotor de Justiça que atua na área da Saúde, Milton Mattos, se colocou à disposição para auxiliar no avanço do programa. “Ver o Governo investindo na saúde, sendo que existem outras prioridades, é ótimo para a população. Nós, enquanto Ministério Público, queremos firmar uma parceria para cobrar dos municípios o planejamento, pois não adianta ter R$ 200 milhões e o município não conseguir executar. Estamos de portas abertas para que juntos possamos avançar nesse importante programa”, avalia. 


 

Investimento que salva vidas

Para o prefeito de Chapada dos Guimarães, Osmar Froner, o investimento do Governo do Estado salva vidas. “Com esse programa, vamos aliviar a preocupação de vários prefeitos e secretários porque vamos zerar a fila dos municípios. Sem dúvida este é um recurso que salva vidas”, afirma o gestor municipal.

Feliz com o investimento, o presidente do Consórcio Intermunicipal de Saúde Garças-Araguaia, o prefeito de Novo São Joaquim, José Zampa, parabenizou a gestão pela iniciativa. “Parabéns não só por este investimento, mas também pelos realizados em todas as áreas. Temos orgulho dessa administração”, conta o gestor municipal. 

Já a representante do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de Mato Grosso (Cosems), Rosa Manzon, acredita que este é um momento ímpar. “Estou feliz com a nova forma do programa. Acredito que vamos avançar bastante, pois, estamos juntos na missão de fazer com que as pessoas vivam mais e vivam melhor”. 

Servidor de carreira da saúde de Mato Grosso, o deputado estadual Paulo Araújo lembra as construções em andamento no Estado e parabeniza a SES por sanar os vazios assistenciais. “O maior problema foi atacada, que era a falta de unidades de saúde e hoje vemos a construção dos novos hospitais. Com isso, vemos que a secretaria tem profissionais seriamente comprometidos e honestos. Isso me deixa contente”, diz o parlamentar. 

Sobre o programa

O programa Fila Zero na Cirurgia tem duração de 12 meses, podendo ser prorrogado. São elegíveis para o programa as unidades públicas de saúde municipais e estaduais, unidades privadas e filantrópicas, associações denominadas como consórcios e parceiros (como o MT Saúde).

Os recursos previstos para procedimentos de média complexidade são até quatro vezes maiores do que os valores previstos pela tabela do Sistema Único de Saúde (SUS). Já os recursos para alta complexidade consideram até três vezes o valor médio dos procedimentos realizados em Mato Grosso no período de 2020 e 2022, sendo acrescido o valor de órteses e próteses necessárias.

Serão ofertados 277 tipos de procedimentos de média complexidade e 135 tipos de procedimentos de alta complexidade. Dentre as cirurgias que serão contempladas pelo programa estão: cirurgias gerais, cardiovasculares, ortopédicas, urológicas, neurológicas, ginecológicas e oftalmológicas. 

Além de procedimentos cirúrgicos, serão ofertados incentivos para a realização dos exames e das consultas necessárias para a realização dos procedimentos cirúrgicos.

ARTIGOS RELACIONADOS
- Anúncio -
Banner animado

MAIS LIDAS

Comentários Recentes